PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

SDI mira o desenvolvimento da Av. Nove de Julho, em SP

Trecho que permeia Jardins e Itaim Bibi concentra diversos projetos da incorporadora, que completa 50 anos de atuação este ano

15 abr 2024 - 17h48
Compartilhar
Exibir comentários

Depois da mudança na paisagem da Avenida Rebouças, é a vez da Avenida Nove Julho ser o grande foco de transformação da cidade de São Paulo. Neste ano em que a SDI celebra 50 anos de mercado, a empresa vem expandindo sua atuação em uma das regiões mais desejadas do Itaim Bibi. Desenvolvedora de 89 empreendimentos na capital paulista, além de marcar presença também no interior do estado e no Rio de Janeiro, a SDI tem em seu portfólio projetos reconhecidos como marcos arquitetônicos, como os edifícios Ohtake Cultural, Parque Paulista, Edifício Santa Catarina, Edifício Os Bandeirantes, FL 4300, River One e White 2880. Agora, a empresa mira as imediações da Avenida Nove de Julho, especialmente o trecho em que a via corta o Itaim Bibi, conectando Jardins, Vila Nova Conceição e Faria Lima.

Foto: SDI Desenvolvimento Imobiliário / DINO

Fundada em 2005, a SDI reúne a equipe diretiva da Serplan Desenvolvimento Imobiliário, que desde 1974 acumula experiências no mercado imobiliário - as expertises vão desde a aquisição de terrenos, amparada por pesquisas de mercado até a criação de uma estratégia imobiliária de mercado, que inclui a criação de um projeto arquitetônico e dos atributos do futuro edifício, seguidas pelo lançamento do projeto. Em 2024, comemorando seu cinquentenário de atividade, a SDI planeja a incorporação de quatro empreendimentos no ano, número inédito para a companhia. E dois deles estão justamente na região da Nove de Julho.

Um dos projetos previstos vem das mãos do arquiteto Marcio Kogan, titular do Studio MK27, escritório brasileiro reconhecido mundialmente e detentor de prêmios como Wallpaper Design Awards e três vezes finalista do World Architecture Festival (WAF). A convite da SDI e da gestora Tellus, a equipe de Kogan concebeu um empreendimento residencial de alto padrão com unidades de 370 m² dispostas uma por andar. Localizado na Avenida Nove de Julho a poucos metros da Faria Lima, o preço médio do metro quadrado deve alcançar a faixa dos 50 mil reais, gerando um Valor Geral de Vendas (VGV) estimado em 500 milhões de reais.

Num raio de 1 km dali, mais um empreendimento desponta: com autoria do escritório internacional Perkins&Will, que conta com 28 studios em diversos países, uma torre de uso misto localizada na Avenida São Gabriel, pertinho da Nove de Julho, abrigará lajes corporativas e apartamentos de 300 e 200 m². Com vista para o bairro do Itaim Bibi, as unidades oferecem proximidade estratégica tanto do Parque Ibirapuera quanto do eixo financeiro da Faria Lima.

Em fase final de obras, há por ali outro projeto em destaque, com entrega prevista já para o segundo semestre. É o JK Square, complexo que reúne escritórios, residências, lojas e o hotel Westin, com previsão de instalação de um jardim de esculturas. A apenas cinco quadras da Avenida Nove de Julho, na esquina das ruas Joaquim Floriano com a Tenente Negrão, o local já se posiciona como um novo destino no Itaim Bibi. A arquitetura é do escritório nova-iorquino Kohn Pedersen Fox Associate (KPF), coautor do projeto do Hudson Yards, de Nova York. O VGV estimado é de R$1,2 bilhão.

História viva

Os novos projetos da SDI no eixo da Avenida Nove de Julho dão continuidade a um legado de 50 anos de trabalhos, dentre os quais estão alguns dos marcos arquitetônicos da cidade, como é o caso de edifícios como Ohtake Cultural, Parque Paulista, Ed. Santa Catarina, Ed. Os Bandeirantes, FL 4300, White 2880 e River One, todos desenvolvidos pela incorporadora e que dão a medida do comprometimento da empresa com a atemporalidade e qualidade de cada produto. 

Antes de concentrar atenção nesse trecho da cidade, a SDI participou ativamente da transformação da Avenida Rebouças, sobretudo nos dez quarteirões localizados entre a Avenida Brigadeiro Faria Lima e a Avenida Henrique Schaumann, onde estão hoje alguns dos edifícios mais marcantes do desenvolvimento imobiliário paulistano.

É na Rebouças que se localiza o White 2880, empreendimento de uso misto e design arrojado que agora comemora o fato de estar 100% locado. O novo locatário exclusivo é uma empresa nacional com capital aberto na Nasdaq voltada à prestação de serviços financeiros e que fez do White 2880 sua nova sede. A facilidade de contar com unidades residenciais no mesmo empreendimento foi um dos pontos decisivos para a locação, já que colaboradores de outras nacionalidades e de outras regiões brasileiras podem ser acomodados nesta ala.

A poucos metros dali encontra-se o residencial Platz 450, em alta performance comercial. 

Com valor de 26.000 reais o metro quadrado, o edifício que fica no cruzamento entre a Avenida Rebouças e a Rua dos Pinheiros teve 40% das unidades vendidas ainda no período de lançamento. Entre seus principais diferenciais, está a vista desimpedida para o Jardim Europa oferecida pelo rooftop, que abriga opções de lazer como uma piscina de borda infinita. 

Além de todos esses projetos em diferentes fases de implementação, a SDI terá um lançamento em Pinheiros e outro nos Jardins ainda em 2024. A esquina da Alameda Lorena com a Rua Augusta será o endereço do novo projeto do escritório KVArch, autor do edifício do Sesc Paulista. Já na Mateus Grou, em Pinheiros, um terreno de cerca de 2.000 m² abrigará o primeiro empreendimento desenvolvido pelo Architects Office (AO-SP) para a SDI. Fundado e liderado pelo franco-brasileiro Greg Bousquet, um dos quatro fundadores da Triptyque Architecture, o escritório atua guiado pela valorização da natureza em seus projetos, combinada a revestimentos naturais como pedra e madeira.

Em complemento aos novos projetos anunciados para o ano, a SDI celebra também os resultados obtidos em projetos desenvolvidos anteriormente, cujo desempenho contribui para consolidar o legado da empresa.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade