PUBLICIDADE

Quem é a brasileira encontrada morta em banheira na Austrália?

Amante de viagens e admiradora do mar, Catiúscia Machado compartilhava nas redes sociais os registros dos locais que visitava

28 nov 2023 - 10h19
Compartilhar
Exibir comentários

Uma professora brasileira de 43 anos chamada Catiúscia Machado, foi encontrada morta em um apartamento em Sydney, na Austrália. O caso aconteceu na noite do último sábado (25). O corpo dela estava dentro da banheira na residência onde ela morava. A vítima era natural de Canoas, no Rio Grande do Sul. 

(
(
Foto: Reprodução / Perfil Brasil

Amante de viagens e admiradora do mar, a brasileira compartilhava nas redes sociais os registros dos locais que visitava. "Quem me conhece sabe que eu sou do mar. Ah, como eu amo praia", escreveu em uma postagem sobre Maceió.

A professora de crianças com necessidades especiais se mudou para o país para estudar inglês e estava no local há pouco mais de um ano. De acordo com a própria mãe, Eliaide Machado, Catiúscia pretendia retornar ao Brasil em junho do ano que vem.

A mãe da brasileira acrescentou que o namorado da filha é o principal suspeito do crime. A declaração foi feita em entrevista à Rádio Gaúcha. O homem, de 40 anos, foi preso pela polícia local. Na investigação, ele foi identificado como Diogo de Oliveira. 

Catiúscia e o homem se conheceram há pouco mais de um ano, em Vila Velha, no Espírito Santo. Eles viajaram para o país da Oceania juntos.

"Os dois estavam trabalhando, conseguiram alugar um apartamento, ela comprou um carro. Pra mim, a vida dela tava 100% lá com ele. Era isso que ela passava pra nós", pontua Eliaide.

Segundo a mãe da brasileira, Catiúscia vinha de uma viuvez e o genro teria "se aproveitado do estado emocional dela" para começar o relacionamento.

"Eu não gostei dele. Ele não me passou confiança. Ele não conversava olhando nos olhos. Ele abaixava muito a cabeça quando conversava comigo. Eu conversei muito com ela, esse namoro não foi do meu agrado", reflete Eliaide.

A mãe afirmou que o suspeito agrediu sua filha durante uma discussão e, ao tentar se defender, ela caiu e bateu a cabeça na banheira. O corpo dela foi encontrado com gelo após vizinhos acionarem a polícia. Os agentes chegaram ao local por volta das 21h50. 

Uma autópsia sobre a causa da morte está em andamento. A perícia acredita que a mulher foi morta entre 18h de sexta-feira e 21h55 do sábado. 

* Texto sob supervisão de Lilian Coelho.

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade