PUBLICIDADE

Imagens aéreas revelam impacto de cheias em Porto Alegre após 82 anos

Satélite captura a maior cheia desde 1941, mostrando áreas inundadas na capital e região metropolitana.

22 nov 2023 - 14h49
Compartilhar
Exibir comentários

Imagens obtidas pela MetSul Meteorologia oferecem uma perspectiva impressionante da maior enchente que atingiu Porto Alegre em 82 anos. Registrada por um satélite Sentinel-2 do Sistema Copernicus da União Europeia, a visualização de alta resolução revela a extensão da inundação no Delta do Jacuí e áreas adjacentes, abrangendo o encontro do Rio Jacuí e o Lago Guaíba. Esta é a maior cheia do Lago Guaíba desde 1941.

Foto: ADAM PLATFORM/Reprodução/MetSul / Porto Alegre 24 horas

A precisão da imagem de satélite destaca como ilhas importantes, como Pintada, Pavão, Flores e Ilha Grande dos Marinheiros, estão submersas, quase se confundindo com as águas do Guaíba e do Delta do Jacuí. Além disso, chama atenção a extensão das áreas inundadas próximas à BR-448, em Canoas, afetada por uma das piores cheias de sua história devido às inundações dos rios Gravataí e Sinos.

O impacto das cheias se estende também para o Rio Caí, com uma vasta área alagada próxima à BR-386, em Nova Santa Rita. Rios como Taquari e Caí apresentaram marcas históricas, registrando algumas das maiores cotas já observadas. O Rio Taquari alcançou 28,94 metros, a quarta maior cota em 150 anos, enquanto o Rio Caí atingiu 9,01 metros em Montenegro, a segunda maior desde 1940.

A cheia do Guaíba atingiu 3,46 metros, a maior cota desde 1941. Apesar do início da redução do nível durante a tarde, preocupações com ventos no Norte da Lagoa dos Patos sugerem a possibilidade de represamento, podendo resultar em nova elevação ou redução do ritmo de redução nas próximas horas e dias.

Com a informação METSUL.

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade