PUBLICIDADE

Ciclone Extratropical: Alerta para chuvas intensas nos próximos dias

Rio Grande do Sul se prepara para volumes substanciais de precipitação devido à chegada do ciclone extratropical.

2 nov 2023 - 16h31
Compartilhar
Exibir comentários

A formação e atuação de um ciclone extratropical nos próximos dias trazem consigo projeções de chuvas abundantes para o Sul do Brasil. A MetSul Meteorologia tem emitido alertas, destacando que as chuvas já estão presentes em níveis elevados em algumas áreas, com tendência a aumentar.

Foto: Divulgação / Porto Alegre 24 horas

Em algumas localidades do Sul do Brasil, a combinação das chuvas de hoje e amanhã pode atingir ou até mesmo superar a média histórica de precipitação para o mês de novembro, com acumulações previstas entre 150 mm e 200 mm, podendo ser ainda maiores em determinadas regiões, o que eleva a preocupação com possíveis transtornos para a população.

Os registros das últimas 24 horas apontam volumes substanciais de chuva no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, com municípios como Horizontina acumulando 67 mm, Santo Augusto 61 mm, Erechim 58 mm, e outras cidades apresentando números semelhantes. A situação não é diferente em Santa Catarina, onde cidades como Concórdia acumularam 86 mm, Maravilha 82 mm e Joaçaba 78 mm.

No entanto, os especialistas alertam que esses totais podem aumentar à medida que a frente fria ligada ao ciclone se desloca pela costa gaúcha e uruguaia, provocando chuvas fortes e tempestades em todo o Sul do Brasil, com acumulações que podem ultrapassar os 100 mm em algumas localidades. As projeções dos modelos meteorológicos destacam áreas de maior risco, abrangendo o Noroeste e o Norte do Rio Grande do Sul, partes de Santa Catarina (notadamente no Oeste e Meio-Oeste) e algumas regiões do Paraná, incluindo o Sul e Sudoeste do estado, onde várias cidades podem enfrentar acumulações de chuva entre 100 mm e 200 mm, com picos ainda maiores durante esse período de instabilidade. Isso gera preocupações de alagamentos, inundações repentinas, deslizamentos de terra e quedas de barreiras, especialmente em áreas propensas. Além disso, os níveis dos rios em algumas regiões estão elevados devido às chuvas anteriores, intensificando o risco de inundações.

Com a informação MetSul.

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade