PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Mundo

X bloqueia postagens políticas na Índia por ordem oficial

Segundo Comissão Eleitoral indiana, mensagens conteriam alegações políticas não verificadas, às vésperas das eleições; Musk protesta

19 abr 2024 - 06h58
(atualizado às 07h34)
Compartilhar
Exibir comentários
Bilionário americano Elon Musk e premiê indiano, Narendra Modi, em julho de 2023. Ambos voltará a se encontrar para discutir oportunidades de investimentos
Bilionário americano Elon Musk e premiê indiano, Narendra Modi, em julho de 2023. Ambos voltará a se encontrar para discutir oportunidades de investimentos
Foto: DW / Deutsche Welle

A plataforma X (ex-Twitter) ocultará na Índia mensagens envolvendo tópicos políticos, obedecendo ordens da Comissão Eleitoral do país, antecipando o pleito geral que se inicia nesta sexta-feira, 19. Segundo o órgão, as postagens em questão incluiriam alegações não verificadas sobre oponentes políticos.

"Em concordância com as ordens, retivemos essas postagens pelo período eleitoral restante", declarou na véspera a rede social, em comunicado. Apesar disso, a rede social de propriedade do bilionário Elon Musk disse discordar da medida, sustentando que "liberdade de opinião deveria se aplicar a essas postagens e ao discurso político em geral".

Analogias com a disputa Musk-STF no Brasil

A situação é análoga à ocorrida no Brasil, onde o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o Supremo Tribunal Federal (STF) ordenaram que o X bloqueasse usuários propagadores de desinformação. Musk inicialmente ameaçou ignorar a injunção do STF, mas acabou acatando-a.

O empresário americano tem programado, ainda para abril, um encontro com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, com o fim de explorar oportunidades de investimento no país asiático.

Críticos acusam Modi de coibir a liberdade de expressão na Índia. Em 2023, um tribunal impôs ao X uma multa de 61 mil dólares (R$ 320 mil) por inicialmente se recusar a eliminar tuítes e contas criticando o governo indiano.

Desde que o nacionalista hindu assumiu o cargo, em 2014, o país caiu 21 lugares no World Press Freedom Index, para a 161ª, de 180 posições. As atuais eleições gerais envolverão cerca de 968 milhões de indianos.

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade