PUBLICIDADE

Mundo

SAIBA MAIS-Rostov, região da Rússia tomada por rebeldes, é importante centro de commodities

24 jun 2023 - 15h10
Compartilhar
Exibir comentários

Veja abaixo fatos sobre fluxos de petróleo, gás e grãos em Rostov, região do sul da Rússia, onde a capital Rostov-on-Don foi tomada por mercenários russos.

O presidente Vladimir Putin prometeu neste sábado esmagar o que chamou de motim armado, após o líder mercenário, Yevgeny Prigozhin, dizer que havia tomado o controle de Rostov-on-Don.

GRÃOS

A Rússia é a maior exportadora de trigo do mundo, com Rostov em segundo lugar entre as suas regiões produtoras e lar dos portos do rio Don, que ligam navios exportadores de grãos com o Mar de Azov.

"O tamanho dos riscos não é conhecido neste momento. Tudo depende de como a situação se desenvolver. Por enquanto, tudo continua funcionando como sempre", disse Andrey Sizov, chefe da consultoria de agricultura Sovecon.

"Mas o timing, claro, é inconveniente", disse Sizov, referindo-se ao início da colheita na região em cerca de uma semana.

Até agora, os soldados da milícia privada Wagner parecem ter tomado o controle apenas da principal cidade da região -- Rostov-on-Don -- e estão avançando ao norte.

Os principais terminais de exportação de grãos da Rússia no Mar Negro estão mais ao sul, e essa área não foi afetada pelos acontecimentos até agora.

O principal porto do Mar Negro -- Novorossiisk -- continua funcionando normalmente, disseram duas fontes do setor de grãos à Reuters neste sábado.

A Rússia deve exportar 46,5 milhões de toneladas de trigo na nova safra 2023/24, que começa em 1º de julho, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

PETRÓLEO E GÁS

A região de Rostov não é uma grande produtora de energia, mas vários oleodutos de petróleo e gás passam por seu território. A Rússia é a segunda maior exportadora de petróleo do mundo, atrás da Arábia Saudita.

Um desses oleodutos, o Kuibyshev-Tikhoretsk, pode fornecer 0,8 milhão de barris por dia ao porto de Novorossiisk, na região de Krasnodar, o maior porto de exportação de petróleo da Rússia no Mar Negro.

A Transneft, que detém o monopólio de oleodutos da Rússia, controla muitas estações de bombeamento nessa rota, inclusive na região de Rostov.

Rostov também é o local de uma refinaria de petróleo de tamanho médio, a Novoshakhtinsk, que pode processar 100 mil barris por dia.

Vários tanques de petróleo estariam pegando fogo na região de Voronezh no domingo, segundo relatos da imprensa russa, mas eles não têm grande importância à exportação.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade