2 eventos ao vivo

Personalidades lamentam morte de físico Stephen Hawking

14 mar 2018
11h22
atualizado às 11h59
  • separator
  • comentários

O cientista Stephen Hawking, que buscou explicar algumas das mais complicadas questões da vida trabalhando sob a sombra de uma provável morte prematura, morreu aos 76 anos.

Veja a seguir reações de personalidades de todo mundo:

Seus filhos Lucy, Robert e Tim:

"Ele foi um grande cientista e um homem extraordinário, cujos trabalho e legado viverão por muitos anos. Sua coragem e persistência, assim como seu brilho e humor, inspiraram pessoas de todo mundo. Uma vez ele disse: 'O universo não seria grande coisa se não fosse o lar das pessoas que amo'. Sentiremos saudades para sempre".

O ator Eddie Redmayne, que interpretou Hawking em "A Teoria de Tudo", filme de 2014:

Atores Eddie Redmayne e Felicity Jones posam para foto com físico Stephen Hawking na estreia do filme "A Teoria de Tudo", em Londres 09/12/2014 REUTERS/Andrew Winning
Atores Eddie Redmayne e Felicity Jones posam para foto com físico Stephen Hawking na estreia do filme "A Teoria de Tudo", em Londres 09/12/2014 REUTERS/Andrew Winning
Foto: Reuters

"Perdemos uma mente verdadeiramente linda, um cientista impressionante e o homem mais engraçado que já tive o prazer de conhecer. Expresso meu amor e meus sentimentos à sua família extraordinária".

Professor Stephen Toope, vice-reitor da Universidade de Cambridge:

"O professor Hawking foi um indivíduo único que será lembrado com ternura e afeto não somente em Cambridge, mas em todo o mundo. Suas contribuições excepcionais ao conhecimento científico e à popularização da ciência e da matemática deixaram um legado indelével. Sua personalidade era uma inspiração para milhões. Ele deixará muita saudade".

Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa):

"Suas teorias revelaram um universo de possibilidades que nós e o mundo estamos explorando. Que você possa continuar voando como o super-homem na microgravidade, como você disse aos astronautas da Estação Espacial em 2014".

Primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May:

"Stephen Hawking foi uma mente brilhante e extraordinária - um dos grandes cientistas de sua geração. Sua coragem, humor e determinação de extrair o máximo da vida foram uma inspiração. Seu legado não será esquecido".

Katherine Mathieson, diretora-executiva da Associação Científica Britânica:

"Ele foi um verdadeiro gênio, que tinha grande admiração do público e uma conexão com ele. A maioria das pessoas, quando ele publicou 'Uma Breve História do Tempo', pode ter pensado que um livro sobre física não venderia. Mas Stephen sabia que as pessoas iriam querem lê-lo - e leram mesmo. Ele simplificou e explicou, mas sem truques. Sua suposição de que as pessoas têm curiosidade sobre o universo e buracos negros estava certa. Ele inspirou todos nós a questionarmos".

"E, o que é importante, ele mostrou que deficiência e diferença não são barreiras para o sucesso; ele desafiou percepções. Pessoalmente me lembro dele - quando estudei em sua universidade - correndo pelo meio da rua porque as calçadas eram muito esburacadas. Isso enviou a mensagem 'não importa qual é a sua aparência, você pode ser um cientista aqui'".

Lu Kang, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês:

"O senhor Hawking foi um cientista notável e também um defensor da ciência durante sua luta longa e amarga contra a doença. Ele fez grandes contribuições à ciência e à humanidade".

"Os líderes da China o conheceram. Os cientistas e amantes de ciência da China tiveram contatos muito gratificantes com ele. O senhor Hawking acompanhava o desenvolvimento da China atentamente. Ele fez uma alta avaliação dos desenvolvimentos e progressos da China na ciência. O senhor Hawking também tinha um grande afeto pela cultura chinesa".

"Tal como entendo, graças à sua grande persistência e com a ajuda de seu assistente, ele finalmente conseguiu ver a Grande Muralha da China. Oferecemos nossos pêsames pelo falecimento do senhor Hawking e nossa solidariedade à sua família. Tenho fé de que o senhor Hawking e sua contribuição jamais serão esquecidos".

Professor Paul Hardaker, diretor-executivo do Instituto de Física:

"Um físico realmente excepcional e certamente uma pessoa excepcional. Ele fez várias contribuições fundamentais e duradouras à cosmologia, mas provavelmente é mais conhecido do público por sua paixão e seu entusiasmo em compartilhar seu conhecimento de como o universo funciona".

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade