PUBLICIDADE

Republicanos discutem possibilidade de remoção de Trump

Segundo mídia, congressistas querem invocar 25ª emenda

7 jan 2021 07h08
| atualizado às 15h44
ver comentários
Publicidade

A possibilidade de invocar a 25ª emeda da Constituição dos Estados Unidos e remover o presidente do país, Donald Trump, por falta de capacidade de "cumprir os poderes e deveres de seu cargo" ganhou força na noite desta quarta-feira (06) após a invasão de apoiadores do mandatário ao Capitólio.

Remoção de Trump antes de 20 de janeiro ganha força entre congressistas
Remoção de Trump antes de 20 de janeiro ganha força entre congressistas
Foto: EPA / Ansa

Segundo a CNN, CBS, ABC, The Washington Post e The New York Post, diversos deputados e senadores republicanos começaram a debater seriamente o assunto por considerarem que a sanidade mental de Trump "está fora de controle".

Diferentemente do processo de impeachment, do qual o mandatário se livrou no em 2019, a ativação da 25ª emenda precisa ser liderada pelo vice-presidente me exercício, Mike Pence - no primeiro caso, o assunto é tratado apenas pelo Congresso.

A medida, obviamente, conta com o apoio de grande parte dos democratas e pode ocorrer mesmo faltando apenas duas semanas para o fim do mandato de Trump, que fará a transferência de poder para Joe Biden em 20 de janeiro.

Um grupo de parlamentares, inclusive, enviou uma carta para Pence em que pedem para ele começar o processo, após o discurso de Trump que incitou os apoiadores a irem ao Capitólio "felicitar" os deputados e senadores antes da sessão formal que certificou a vitória eleitoral de Biden. No documento, os legisladores afirmam que Trump não está "mentalmente saudável" por não conseguir reconhecer sua derrota nas urnas até hoje.

- Impeachment:

Já o grupo de deputadas democratas conhecidas como Squad - Ilham Omar, Alexandria Ocasio-Cortez, Rashida Tlaib e Ayanna Pressley - se manifestou a favor de mais um pedido de impeachment de Trump.

AOC usou seu Twitter para publicar a palavra "Impeach!", enquanto Omar informou que já estava trabalhando no documento formal para pedir que a Casa analise o pedido de maneira urgente. "Não podemos permitir que ele continue no poder, é uma questão de preservar a nossa República e precisamos cumprir nossos votos", escreveu a deputada por Minnesota.

Além das parlamentares, diversas associações que atuam no lobby do Congresso também se manifestaram favoráveis ao afastamento do presidente, como a Associação de Manufatura e das Pessoas de Cor. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade