0

Reino Unido testará vacina com voluntários infectados deliberadamente

Cerca de 2 mil pessoas já se candidataram, segundo jornal

25 set 2020
11h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Reino Unido fará testes para a nova vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) em voluntários saudáveis que serão infectados propositalmente com o vírus, informou o jornal "Financial Times" nesta quinta-feira (24).

Cerca de 2 mil voluntários já se candidataram aos testes
Cerca de 2 mil voluntários já se candidataram aos testes
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Os exames financiados pelo governo começarão em janeiro do ano que vem em uma "instalação segura" em Londres, acrescentou a publicação. A pessoa saudável vai primeiro tomar uma dose de uma das vacinas anti-Covid e, um mês depois, será infectada com o Sars-CoV-2, sendo acompanhada por médicos 24 horas.

Ainda conforme o jornal, cerca de duas mil pessoas já se candidataram ao programa.

A prática, que é considera antiética atualmente, vem sendo discutida por inúmeros cientistas e especialistas ao redor do mundo por conta do avanço da pandemia de Covid-19 e para acelerar os resultados das chamadas vacinas-candidatas.

Atualmente, quando se chega à fase três dos testes clínicos, as imunizações são dadas em larga escala e os voluntários são acompanhados a cada determinado período de tempo. No entanto, nenhuma pessoa é infectada propositalmente para testar a eficácia da proteção. .
   

Veja também:

O que o muro de Trump diz sobre a eleição dos EUA
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade