PUBLICIDADE

Mundo

Quadro clínico do Papa Francisco é estável, mas inflamação no pulmão persiste

O pontífice precisou cancelar a viagem que faria para os Emirados Árabes Unidos para participar da cúpula do clima COP28 em Dubai por causa de problemas de saúde

29 nov 2023 - 19h07
Compartilhar
Exibir comentários
(
(
Foto: Mazur/cbcew.org.uk / Perfil Brasil
O quadro clínico do Papa Francisco é estável, no momento, ele não tem febre. Entretanto, a inflamação pulmonar associada a dificuldades respiratórias persiste, informou um comunicado do Vaticano nesta quarta-feira (29). Papa Francisco segue fazendo tratamento com antibióticos para curar a infecção.

É possível observar que o pontífice, no divulgado pelo Vatican News, fala ofegante durante o discurso nesta manhã, no Vaticano.

Por conta disso, o pontífice precisou cancelar a viagem que faria para os Emirados Árabes Unidos para participar da cúpula do clima COP28 em Dubai por causa de problemas de saúde.

Histórico

Em junho de 2023, o Vaticano informou que Francisco passou por uma cirurgia abdominal de três horas sob anestesia geral e que não houve complicações.

Desde 2022, Francisco conta com um assistente pessoal de saúde, uma enfermeira, que o acompanha de forma permanente. O papa usa cadeira de rodas desde maio do ano passado devido a dores no joelho direito.

Em 2021, o pontífice passou 10 dias no hospital Gemelli para uma operação de cólon. O papa explicou mais tarde que esta operação o deixou com sequelas, e que ele decidiu descartar uma cirurgia no joelho.

Já se sabia que ele sofre de uma dor ciática crônica que o obriga a mancar, motivo pelo qual ele teve que renunciar às cerimônias oficiais em algumas ocasiões.

Problemas pulmonares

Em 2013, o Vaticano revelou que o Papa Francisco teve parte de um pulmão retirado, por conta de uma doença respiratória, quando era jovem.

"Jorge Mario Bergoglio [nome do atual pontífice] teve três dias terríveis, ficou entre a vida e a morte quando tinha 21 anos. Tinha muita febre, ficava abraçado à sua mãe e dizia: 'O que está acontecendo comigo?' Os médicos estavam desconcertados e não sabiam o que responder", descreveu a jornalista Francesca Ambrogetti sobre o estado do jovem futuro Papa Francisco em seu livro "El Jesuíta".

"O diagnóstico indicou uma pneumonia grave e que ele tinha três cistos no pulmão. A doença foi controlada e, depois de um tempo, Bergoglio foi submetido a uma cirurgia para remover a parte superior do pulmão direito", explicou a jornalista.

No fim de março de 2023, o papa passou três dias internado na Policlínica Gemelli, na região oeste de Roma, na Itália, para tratar um bronquite aguda.

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade