PUBLICIDADE

Mundo

Polícia procura brasileira de 17 anos que está desaparecida há mais de duas semanas nos EUA

Os pais, que moram em Washington D.C, suspeitam que um namorado pode estar envolvido com o desaparecimento da jovem

6 dez 2023 - 15h08
(atualizado às 15h35)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução/ Instagram/ X

Os pais de Manuela Keller Cohen, de 17 anos, estão procurando a filha desaparecida há 16 dias. A polícia norte-americana investiga o sumiço da brasiliense que mora em Washington D.C, capital dos Estados Unidos. Segundo os pais, ela saiu de casa no dia 20 de novembro e não retornou. 

De acordo com um texto publicado pela mãe, Sofia Neiva, e compartilhado pelo pai, Bruno Barreto Cohen, Manuela chegou a fazer contato com a família na última terça-feira, 5. A mensagem dizia que ela estava em Baltimore, cidade a uma hora de Washington, “com alguns amigos”. A menina também teria dito que “precisava de um tempo pra ela”. Manuela não fez mais contato.

Conforme a descrição da polícia, Manuela pode estar nas regiões de Maryland ou Virgínia. "Sua sobrancelha direita e nariz estão perfurados (com piercings). Manuela tem uma cicatriz no joelho direito. Ela pode atender pelo nome de Manu", detalha a polícia dos EUA.

Manuela e os pais moram em Washington desde 2016. O pai da adolescente, que é motorista de transporte por aplicativo, contou ao jornal O Globo que a filha não costuma sair sem avisar para onde vai. A família iniciou uma arrecadação de fundos na internet para fazer uma busca paralela pela filha.

Ainda segundo o pai, no último dia em que foi vista, Manuela teria confirmado se ele estaria em casa para que abrisse a porta para recebê-la. “Ela fez questão de ter certeza que eu estaria em casa, pois saiu sem as chaves e não teria como entrar”, detalhou.

Após o desaparecimento de Manuela, os pais teriam acessado as mídias sociais dela e descobriram um suposto relacionamento com um homem de 21 anos. Segundo os familiares divulgaram, havia mensagens entre os dois nas redes sociais até o dia em que ela saiu de casa. A polícia norte-americana procurou o homem, mas ele afirmou não saber o paradeiro de Manuela.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade