0

Piloto saudita mata três pessoas em base nos EUA

Militar participava de treinamento na base aeronaval na Flórida. Autoridades investigam se ataque teve motivação terrorista

6 dez 2019
19h36
atualizado às 22h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Um piloto da Força Aérea da Arábia Saudita abriu fogo e matou três pessoas nesta sexta-feira (06/12) em uma base aeronaval em Pensacola, no estado americano da Flórida. O agressor foi morto em seguida após trocar disparos com policiais. Esse foi o segundo ataque envolvendo disparos de arma de fogo em uma base americana em menos de uma semana.

A base aeronaval de Pensacola abriga mais de 16.000 militares e 7.400 funcionários civis
A base aeronaval de Pensacola abriga mais de 16.000 militares e 7.400 funcionários civis
Foto: DW / Deutsche Welle

De acordo com as autoridades locais, o atirador da base de Pensacola estava participando de um programa de treinamento no local. "Obviamente, haverá muitas perguntas sobre esse indivíduo ser estrangeiro, fazer parte da Força Aérea Saudita e depois estar aqui treinando em nosso solo", disse o governador da Flórida, Ron De Santis.

"O governo da Arábia Saudita precisa melhorar as coisas para essas vítimas. Eles vão ficar com uma dívida aqui, considerando que esse era um dos seus indivíduos".

Investigações do FBI e de outras autoridades foram abertas para determinar se o ataque teve motivação terrorista.

O ataque teve inicio pouco antes das 7h no horário local (10h em Brasília), em um edifício da base onde estão localizadas salas de aulas, e durou quase uma hora. Em entrevista coletiva, o xerife do condado de Escambia, David Morgan, e representantes da Marinha e da cidade disseram que 11 pessoas se envolveram no tiroteio: quatro morreram (incluindo o atirador) e sete estão internadas.

Dois dos feridos levados para hospitais próximos são policias que entraram no edifício no meio do tiroteio. Eles não correm risco de morte, segundo Morgan.

Uma das três vítimas do autor dos disparos morreu no hospital, já as outras duas perderam a vida no local do ataque, que as autoridades descreveram como "cenário de filme" após o tiroteio.

A base aeronaval, que abriga mais de 16.000 militares e 7.400 funcionários civis, de acordo com página da instituição na Internet, é uma das mais conhecidas e importantes da Marinha norte-americana, estendendo-se ao longo da orla a sudoeste do centro de Pensacola e dominando a economia da área circundante.

O presidente Donald Trump afirmou no Twitter que recebeu um telefonema do Rei Salman após o ataque. Segundo Trump, o monarca afirmou que "o povo saudita está muito idignado com as ações bárbaras do atirador, e que essa pessoa de forma alguma representa os sentimentos do povo saudita, que ama o povo americano".

O ataque ocorre dois dias depois de um marinheiro norte-americano ter matado duas pessoas e ferido uma terceira no estaleiro da base militar de Pearl Harbor, no estado americano do Havaí, antes de cometer suicídio.

Veja também:

 

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade