PUBLICIDADE

Pentágono cobra Rússia sobre cessar-fogo na Ucrânia

Lloyd Austin conversou por telefone com ministro de Moscou

13 mai 2022 13h28
| atualizado às 13h44
ver comentários
Publicidade

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, cobrou nesta sexta-feira (13) a instituição de um "cessar-fogo imediato" na Ucrânia e instou a Rússia a manter abertos os canais de comunicação com Kiev.

Militares russos no porto de Mariupol, sul da Ucrânia
Militares russos no porto de Mariupol, sul da Ucrânia
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O chefe do Pentágono conversou por telefone com o ministro da Defesa russo, Sergey Shoigu, no primeiro contato direto entre eles desde 18 de fevereiro, seis dias antes da invasão à Ucrânia.

"O secretário Austin pediu um cessar-fogo imediato na Ucrânia e enfatizou a importância de manter linhas de comunicação", diz um comunicado do Departamento de Defesa, sem dar maiores detalhes sobre o conteúdo da conversa.

O telefonema aconteceu em meio à ofensiva russa para conquistar o Donbass, território do leste da Ucrânia onde ficam as regiões separatistas de Donetsk e Lugansk.

Em entrevista a um canal italiano na última quinta (12), o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse estar pronto para se reunir com o mandatário da Rússia, Vladimir Putin, mas o Kremlin afirmou nesta sexta que é "impossível" organizar uma reunião bilateral neste momento.

As negociações para um cessar-fogo estão travadas desde o fim de março, quando a Ucrânia se comprometeu a não ingressar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), mas com a condição de que tivesse caminho livre para entrar na União Europeia e garantias de segurança por parte de potências internacionais.

Os dois países, no entanto, ainda não avançaram nas conversas sobre o destino da península da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014, e do Donbass. Moscou exige o reconhecimento da soberania de Donetsk e Lugansk e da anexação da Crimeia, mas a Ucrânia defende a manutenção de sua integridade territorial.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade