PUBLICIDADE

Padre nigeriano sequestrado é assassinado

Religioso havia sido levado por homens armados em março

12 mai 2022 10h07
| atualizado às 10h20
ver comentários
Publicidade

O chanceler da arquidiocese nigeriana de Kaduna, Christian Okewu Emmanuel, confirmou a morte do padre Joseph Aketeh Bako, de 48 anos, que havia sido sequestrado por homens fortemente armados no início de março, em Kudenda.

Padre teria sido morto entre os dias 18 e 20 de abril
Padre teria sido morto entre os dias 18 e 20 de abril
Foto: Ansa / Ansa - Brasil

"É com o coração partido, mas com total submissão à vontade de Deus que anunciados a morte do padre Joseph Aketeh Bako, que ocorreu nas mãos de seus sequestradores entre 18 e 20 de abril de 2022", disse Emmanuel em entrevista à agência vaticana Fides.

O religioso, que era pároco da igreja católica de São João, em Kudenda, foi sequestrado na madrugada do dia 8 de março por homens armados. Emmanuel, por sua vez, comentou que o corpo do padre não foi recuperado.

"Não recuperamos o corpo, mas temos a confirmação da morte. As pessoas que foram sequestradas com ele o viram morrer", declarou o chanceler da arquidiocese de Kaduna.

Emmanuel acrescentou que Bako estava doente e os sequestradores não permitiram que ele levasse os seus remédios. O padre ainda teria visto o próprio irmão ser assassinado pelos criminosos.

"Seu próprio irmão foi morto lá na presença dele e, depois que seu irmão foi assassinado, sua condição piorou e ele faleceu", revelou Emmanuel. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade