0

Últimas pesquisas apontam vitória de Obama no Colégio Eleitoral

5 nov 2012
17h33
atualizado às 23h34

A um dia da eleição, as pesquisas de intenção de voto apresentam um cenário de disputa acirradíssima pela presidência dos Estados Unidos. Pesquisa divulgada pela rede de notícias

Obama em campanha em Aurora, no Colorado, onde a disputa é imprevisível
Obama em campanha em Aurora, no Colorado, onde a disputa é imprevisível
Foto: AP

CNN

no domingo aponta empate em 49% entre o atual presidente Barack Obama e o seu adversário republicano Mitt Romney. No entanto, o número total de votos no país não é responsável por definir quem sairá o vencedor da corrida eleitoral.

Especiais
Entenda o funcionamento do processo eleitoral americano
Acompanhe as pesquisas nos Swing States, os Estados decisivos
Nesta eleição, o assunto é a economia; entenda


Especial traz reportagens dos bastiões democratas e republicanos
Infográfico mostra o poder do voto latino e o custo da campanha
Veja como foram os debates presidenciais

Perfis dos candidatos
Barack Obama: do sonho do idealismo ao esforço do realismo
Romney e os republicanos: entre o favoritismo e o ceticismo

Como os Estados Unidos são uma federação e tem uma eleição indireta, cada Estado é responsável por definir um vencedor que leva consigo todos os votos aos quais têm direito no Colégio Eleitoral - órgão responsável por eleger de fato o presidente. Traduzindo, se um candidato receber mais votos na Califórnia, por exemplo, terá a seu dispor os 55 votos que o Estado possui no Colégio Eleitoral, não importando a margem de vitória.

Dentro deste cenário, a verdadeira disputa entre os candidatos é para chegar ao número mágico de 270 votos no Colégio Eleitoral, em um universo de 538. No momento, 237 votos são considerados seguros para Obama, enquanto 191 são dados como certos para Romney. Com isso, os 9 Estados com 110 votos considerados em aberto, porque as pesquisas de opinião não apresentam um vencedor definitivo, serão os palcos decisórios da disputa, e foram o cenário de grande parte das viagens de campanha e destino da maior parte das centenas de milhões em verbas publicitárias.

A partir das pesquisas de opinião mais recentes, a contagem atual aponta que Obama conquistaria os Estados de Ohio, Virgínia, Wisconsin, Nevada e Iowa, o que o levaria a 284 votos no Colégio Eleitoral, 14 a mais do que o suficiente para se reeleger. As pesquisas apontam disputas acirradas e imprevisíveis na Flórida, Carolina do Norte, Colorado e New Hampshire, que totalizam 63 votos. Mesmo que Romney vença neste grupo de Estados, ele não conseguiria alcançar os 270, o que pode levar a um cenário de que ele seja o candidato mais votado no país e perca as eleições.

Veja abaixo as últimas pesquisas de intenção de votos para os Estados decisivos divulgadas:
Na Flórida (29 delegados), as últimas pesquisas apontam prognósticos diferentes. Segundo levantamento Tampa Bay Times/Bay News 9/Miami Herald, feito entre os dias 2/10 e 1/11, Mitt Romney aparece com 51% das intenções de voto contra 45% de Barack Obama. Os indecisos somam 4%. Já pesquisa NBC News/Wall Street Journal/Marist College, realizada entre 30/10 e 1/11, coloca o atual presidente com 49% das intenções de voto contra 47% de Romney - outros e indecisos somam 4%. Um terceiro levantamento, da Reuters/Ipsos, feito entre os dias 1 e 2 de novembro, coloca os dois candidatos empatados com 47% e outros/indecisos com 6%.

Em Ohio (18 delegados), as três últimas pesquisas apontam vitória apertada de Barack Obama. Pesquisa da University of Cincinnati realizada entre os dias 31/10 e 4/11 aponta vitória do atual presidente por 50% contra 49% de Romney - outros/indecisos somam 2%. Levantamento do jornal Columbus Dispatch, realizado entre os dias 24/10 e 3/11, aponta vitória de Obama por 50% a 48%. Por fim, pesquisa do instituto do Public Policy Polling feita entre os dias 3 e 4 de novembro aponta uma margem mais confortável para o incumbente, 52% a 47% - outros e indecisos somam 2%.

Na Carolina do Norte (15 delegados), onde alguns veículos da mídia americana já contam com vitória de Mitt Romney, três levantamentos recentes apontam empate entre os dois candidatos. Pesquisa do instituto Public Policy Polling, feito entre os dias 29 e 31 de outubro, aponta empate em 49% e 1% de indecisos/outros. Levantamento anterior do mesmo instituto, realizado entre os dias 23 e 25 de outubro, apontava empate em 48%, com 4% de outros/indecisos. Em pesquisa encomendada pela Elon University, feita entre os dias 21 e 26 de outubro, Obama e Romney apareciam empatados em 45%, com outros/indecisos somando 7%.

Na Virgínia (13 delegados), as pesquisas apontam ligeira vantagem para o atual presidente. Levantamento do Public Policy Polling, feito entre os dias 3 e 4 de novembro, aponta vitória do atual presidente por 51% a 47% de Romney, com os indecisos/outros somando 1%. Pesquisa feita encomendada pela Reuters/Ipsos, realizada nos dias 1 e 2 de novembro, coloca Obama com 48% e seu adversário com 45% - outros e indecisos somam 7%. Em pesquisa encomendada pela Quinnipiac University, feita entre os dias 23 e 28 de outubro, a margem era mais acirrada, Obama aparecia com 49% contra 47% de Romney - outros/indecisos somavam 4%.

Em Wisconsin (10 delegados), Obama também aparece na frente com uma pequena margem. Levantamento do Public Policy Polling, realizado entre os dias 2 e 3 de novembro, aponta vitória de Obama por 51% a 48%, com 1% de outros/indecisos. Já pesquisa NBC News/Wall Street Journal/Marist College, feita entre os dias 28 e 29 de outubro, registra Obama com 49% e Romney com 46% - outros/indecisos somavam 5%. No entanto, pesquisa do instituto Rasmussen Reports, realizada no dia 29 de outubro, apontava empate em 49%, com outros/indecisos somando 2%.

No Colorado (9 delegados), as últimas pesquisas divergem entre quem sairá vencedor. Na mais recente, feita nos dias 1 e 2 de novembro pelo instituto Reuters/Ipsos, Romney aparece com 47% e Obama com 45% - outros/indecisos somam 8%. Levantamento SurveyUSA/Denver Post, realizado entre os dias 28 e 31 de outubro, aponta vitória de Obama por 47% a 45%, com outros e indecisos somando 8%. A mesma margem foi registrada na pesquisa CNN/ORC International, feita entre os dias 26 e 31 de outubro: Obama aparecia com 50% das intenções de voto e Romney, 48%.

Em Nevada (6 delegados), as últimas pesquisas apontam vitória de Obama. Levantamento do instituto SurveyUSA, feito entre os dias 23 e 29 de outubro, aponta vitória do atual presidente por 50% a 46%, com outros/indecisos somando 4%. Pesquisa NBC News/Wall Street Journal/Marist College, realizada entre os dias 23 e 24 de outubro, coloca Obama com 50% e Romney com 47% - outros e indecisos somando 3%. Levantamento do Public Policy Polling, feito entre os dias 22 e 24 de outubro, apontava vitória do democrata por 49% a 47%, com outros/indecisos somando 5%.

Em Iowa (6 delegados), duas das três últimas pesquisas apontam vitória confortável de Obama, mas a mais recente delas apresenta uma margem de apenas 2 pontos percentuais. Levantamento da Public Policy Polling, realizado entre os dias 3 e 4 de novembro, aponta Obama na frente com 50%, Romney com 48%, enquanto outros/indecisos somam 2%. Já pesquisa encomenda pelo jornal Des Moine Register, realizada entre os dias 30/10 e 2/11, apontava vitória do atual presidente por 47% a 42% - outros indecisos somando 11%. Margem semelhante foi registrada na pesquisa NBC News/Wall Street Journal/Marist College, feita entre os dias 28 e 29 de outubro: Obama com 50%, Romney com 44% e outros/indecisos, 6%.

Por fim, New Hampshire (4 delegados) também apresenta números acirrados. Pesquisa do Public Policy Polling, feita entre os dias 3 e 4 de novembro, aponta vitória de Obama por 50% e 48% - outros/indecisos somando 2%. Já a pesquisa WMUR Granite State Poll/University of New Hampshire Survey Center, feita entre os dias 31/10 e 2/11, aponta empate em 48%, com outros/indecisos comando 5%. O atual presidente aparecia com uma boa vantagem no levantamento feito pela New England College entre os dias 29 e 31 de outubro, 50% a 44% de Romney, com outros/indecisos somando 6%.

Americanos vão às urnas
Os americanos escolhem nesta terça-feira seu presidente. O atual mandatário, o democrata Barack Obama, disputa a preferência dos eleitores com o republicano Mitt Romney. Diferente do Brasil, as eleições americanas são indiretas. O candidato mais votado em cada Estado leva todos os seus delegados. No fim, o candidato com maior número de delegados - e não de votos - sai vencedor. O Terra, maior empresa latino-americana de mídia digital, faz a cobertura completa das eleições presidenciais nos EUA e acompanha a apuração de votos em tempo real.

Fonte: Terra
publicidade