PUBLICIDADE

Rússia: conferência precisa encerrar conflito trágico e Irã deve ser ouvido

22 jan 2014 08h12
ver comentários
Publicidade
Sergey Lavrov representa a Rússia na conferência de Genebra
Sergey Lavrov representa a Rússia na conferência de Genebra
Foto: AP

O chanceler russo, Sergei Lavrov, disse que o principal objetivo da conferência de paz da Síria que começou nesta quarta-feira na Suíça é "alcançar um fim para o conflito trágico" e impedir uma disseminação para outros países da região.

Lavrov afirmou, em sua declaração inicial, que "agentes externos" não devem se intrometer nas questões internas da Síria. Ele disse que a oposição política interna deve ser parte do diálogo nacional sírio, e que o Irã, que não faz parte da conferência de paz, deve ser parte do diálogo internacional.

As negociações internacionais de paz para tratar da guerra civil de quase três anos começaram em Montreux, perto de Genebra, nesta quarta, com um discurso do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Estão presentes à conferência delegações do governo do presidente sírio, Bashar al-Assad, e de grupos da oposição síria exilada, além da ONU, Estados Unidos e Rússia.

 

Guerra civil em fotos Conteúdo exclusivo
AFP AFP

O Terra compilou alguns dos principais materiais fotográficos disponibilizados ao longo destes mais de dois anos de guerra na Síria. Cada imagem leva a uma galeria que conta um episódio específico ou remete a uma situação importante do conflito.

Acompanhe a cobertura exclusiva do Terra através dos jornalistas Tariq Saleh e Mauricio Morales. Sediado no Líbano, Saleh conversou com sírios, visitou refugiados e ouviu analistas. Enviado especial, Morales passou dias com rebeldes.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade