0

Na luta por Ohio, Romney, Biden e Ryan se encontram em aeroporto

6 nov 2012
16h26
atualizado às 17h05

Nos últimos esforços para a campanha presidencial, o vice-presidente americano, Joe Biden, e seus adversários, o candidato republicano, Mitt Romney, e seu vice, Paul Ryan, se encontraram nesta terça-feira na chegada ao aeroporto de Cleveland, Estado de Ohio. É a terceira vez em três dias que as agendas eleitorais de Biden e Romney apontam para o mesmo lugar. Os três apostam suas últimas fichas em Ohio de olho na importância do Estado para decidir a eleição. As informações são da CNN e do site Politico 44.

Aviões de campanha de Mitt Romney (esq.) e Paul Ryan (dir.) são vistos estacionados no aeroporto de Cleveland
Aviões de campanha de Mitt Romney (esq.) e Paul Ryan (dir.) são vistos estacionados no aeroporto de Cleveland
Foto: AFP

Especiais
Entenda o funcionamento do processo eleitoral americano
Acompanhe as pesquisas nos Swing States, os Estados decisivos
Nesta eleição, o assunto é a economia; entenda


Especial traz reportagens dos bastiões democratas e republicanos

Infográfico mostra o poder do voto latino e o custo da campanha

Veja como foram os debates presidenciais

Perfis dos candidatos
Barack Obama: do sonho do idealismo ao esforço do realismo
Romney e os republicanos: entre o favoritismo e o ceticismo

O primeiro a aterrissar em Cleveland foi o ex-governador de Massachussets Mitt Romney. Enquanto aguardava a chegada do colega Paul Ryan, o Força Aérea 2 de Joe Biden pousou em uma pista ao lado de onde estava a aeronave de Romney.

O vice-presidente chegou à cidade vindo de Delaware, seu Estado natal e onde votou na primeira hora do dia. Ele fará o seu 22º comício no Estado e passará a tarde dando entrevistas em um hotel. Depois, se deslocará para Chicago, quartel-general de campanha do candidato à reeleição, Barack Obama, onde os dois acompanharão a contagem dos votos.

Mais volátil dos chamados Swing States, Ohio é considerado o fiel da balança das eleições americanas. Nas últimas 12 eleições, o candidato que saiu vencedor no Estado alcançou a presidência. John Kennedy, em 1960, foi o último postulante à Casa Branca a perder a disputa local, para Richard Nixon, e vencer nacionalmente.

Apesar do declínio na importância numérica - Ohio chegou a ter 26 votos em 1968, mas sofreu declínio populacional -, o Estado deve continuar tendo peso decisivo no pleito deste ano com 18 votos. Jornais americanos apontam que praticamente não há alternativas para Mitt Romney alcançar a presidência em caso de derrota: nenhum representante do Partido Republicano jamais chegou à Casa Branca sem vencer em Ohio.

Americanos vão às urnas
Os americanos escolhem nesta terça-feira seu presidente. O atual mandatário, o democrata Barack Obama, disputa a preferência dos eleitores com o republicano Mitt Romney. Diferente do Brasil, as eleições americanas são indiretas. O candidato mais votado em cada Estado leva todos os seus delegados. No fim, o candidato com maior número de delegados - e não de votos - sai vencedor. O Terra, maior empresa latino-americana de mídia digital, faz a cobertura completa das eleições presidenciais nos EUA e acompanha a apuração de votos em tempo real.

Com informação da agência EFE

Fonte: Terra
publicidade