0

EI queima mulheres que recusaram ter relações com militantes

Grupo terrorista queimou publicamente 19 mulheres yazidis em gaiolas de ferros, após elas recusarem ter relações sexuais com os combatentes

5 jul 2016
11h48
  • separator
  • 0
  • comentários

Mulheres da cidade de Mosul, no Iraque, foram queimadas vivas em gaiolas de ferro, pois se recusaram a ter relações sexuais com combatentes do Estado Islâmico. As informações são do site The Independent.

Foto: John Moore / Getty Images

Os militantes executaram publicamente as 19 vítimas yazidis. “Elas foram penalizadas por se recusarem a ter relações sexuais com militantes do Estado Islâmico”, disse Abdullah al-Mall, um ativista local.

Outra testemunha contou que “as meninas foram queimas até a morte, enquanto centenas de pessoas estavam assistindo. Ninguém podia fazer nada para salvá-las dessa brutal punição”.

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade