0

Armas químicas sírias são entregues a fábricas de destruição

Produtos químicos mais perigosos foram transportados em um navio americano

24 jul 2014
11h54
atualizado às 12h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Embarca&ccedil;&atilde;o americana partiu do porto italiano de Gioia Tauro, na Cal&aacute;bria</p>
Embarcação americana partiu do porto italiano de Gioia Tauro, na Calábria
Foto: Ciro De Luca / Reuters

As armas químicas da Síria que devem ser destruídas em locais especializados na Finlândia, Grã-Bretanha e nos Estados Unidos, foram entregues nesta quinta-feira à Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), que supervisionará o processo. A últimas armas químicas que Damasco dizia possuir deixaram o território sírio no final de junho, com meses de atraso em relação ao programa aprovado pela comunidade internacional.

"As 1.300 toneladas de agentes químicos que foram retiradas da Síria em uma operação marítima internacional foram entregues nas instalações de destruição localizados fora do país", indicou a OPAQ em um comunicado. "A destruição começou em todos os locais", acrescentou a OPAQ, ressaltando que atualmente 31,8% do arsenal químico sírio já foi destruída. O Conselho Executivo da OPAQ também decidiu que 12 ex-fábricas de armas químicas na Síria serão destruídas.

A últimas armas químicas que Damasco dizia possuir deixaram o território sírio no final de junho, com meses de atraso em relação ao programa aprovado pela comunidade internacional. Os produtos químicos mais perigosos foram transportados em um navio americano, o "Cape Ray", preparado especialmente para esta ocasião. 

Sua destruição por hidrólise começou no início de julho e está prevista para durar cerca de dois meses, de acordo com o Pentágono. Este processo deve permitir a destruição de mais de 99% dos produtos químicos e reduzir a toxicidade à níveis semelhante àqueles que são comuns na indústria. Os produtos serão então entregues a empresas especializadas em tratamento de resíduos industriais, assim como outros agentes químicos sírios.

Entenda os conflitos na Síria Entenda os conflitos na Síria: Confrontos começaram em março de 2011, se transformaram em guerra civil e já fizeram milhares de mortos e outros milhões de refugiados

Veja também:

Em mensagem, embaixador Arman Akopian lembra 29 anos da independência da Armênia
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade