PUBLICIDADE

Mundo

O que se sabe sobre caso do empresário brasileiro que desapareceu na Suíça em viagem de negócios

Márcio Rodrigues da Silva, que mora em Itupeva (SP), desapareceu no dia 8 de novembro em Zurique

17 nov 2023 - 11h35
Compartilhar
Exibir comentários
Márcio Rodrigues da Silva
Márcio Rodrigues da Silva
Foto: Reprodução: Redes Sociais

Márcio Rodrigues da Silva, um empresário brasileiro de 44 anos, está desaparecido desde 8 de novembro após uma viagem de negócios para a Suíça.

O empresário, que é de Itupeva, interior de São Paulo, viajou ao país europeu no dia 7 de novembro para assinar documentos relacionados a um investimento que realizou pela internet.

A seguir, o Terra reuniu informações sobre o que se sabe sobre o caso:

O que aconteceu?

A esposa de Márcio, Ana Lúcia da Silva, compartilhou detalhes do ocorrido nas redes sociais. Ela informou que o marido parou de dar notícias por volta das 13h30 do dia 8, mesmo período em que o celular foi desligado. Ele já tinha pousado em Zurique, na Suíça. 

Naquele dia, ele teria se encontrado com um grupo de pessoas ligadas a essa suposta empresa com quem fez negócios. Antes de desaparecer, ele enviou um áudio para a esposa dizendo que poderia ter sido vítima de um golpe. Depois não foi mais localizado.

O que Márcio disse no áudio?

No áudio, o empresário disse que um grupo de pessoas confiscou seu passaporte e recolheu suas impressões digitais.

"Ora por mim, porque eu acho que caí numa cilada. Meu Deus, daqui a uma meia-hora eu vou saber o que vai acontecer comigo. Eles disseram que em 15 minutos, meia-hora, me trazem o passaporte. Só que eu estou esperando aqui há quase quatro horas. Encontrei com eles, eles tiraram foto do meu rosto, trouxeram uma máquina para fazer as minhas digitais e levaram meu passaporte para fazer um scanner", diz Márcio no áudio enviado para a esposa.

A polícia está investigando?

Ana Lúcia registrou um boletim de ocorrência de pessoa desaparecida e está em contato com a Interpol.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo informou ao Terra que o Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) ouviu a esposa da vítima na unidade.

"Após realização das diligências cabíveis, a autoridade policial encaminhou o caso à Polícia Federal, que investiga o desaparecimento com apoio da Interpol", disse.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade