PUBLICIDADE

Netanyahu alerta Hezbollah sobre "brincar com fogo" após incidente na fronteira

27 jul 2020 19h06
ver comentários
Publicidade

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse nesta segunda-feira que forças israelenses frustraram uma tentativa do Hezbollah de se infiltrar no país pela fronteira com o Líbano, acusação que foi negada pelo grupo militante xiita apoiada pelo Irã. 

Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, faz pronunciamento no Ministério da Defesa, em Tel Aviv
27/07/2020
Tal Shahar/Pool via REUTERS
Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, faz pronunciamento no Ministério da Defesa, em Tel Aviv 27/07/2020 Tal Shahar/Pool via REUTERS
Foto: Reuters

"O Hezbollah deveria saber que está brincando com fogo", afirmou Netanyahu em um pronunciamento televisionado a partir do quartel general do Ministério da Defesa de Israel em Tel Aviv. O premiê israelense avisou que ataques vindos do território libanês teriam uma resposta poderosa. 

Mais cedo, uma testemunha da Reuters no Líbano contou dezenas de explosivos de Israel acertando a área disputada de Shebaa Farms, ao longo da fronteira entre os dois países. O fogo queimava e fumaça subia da área, mas nenhuma vítima foi reportada por Israel ou pelo Hezbollah. 

Ocupada por Israel, a área de Shebaa Farms é reivindicada pelo Líbano. A Organização das Nações Unidas considera a região como parte do território sírio capturado por Israel no conflito de 1967 no Oriente Médio conhecido como Guerra dos Seis Dias. 

Forças israelenses estão em alerta ao longo da fronteira ao norte do país esperando retaliação do Hezbollah por conta do assassinato de um de seus membros há uma semana em um suposto ataque israelense nas proximidades da capital síria Damasco. 

"Um esquadrão do Hezbollah se infiltrou em território israelense", disse Netanyahu. Dizendo que o Líbano havia "pago um preço pesado" por ataques do Hezbollah a Israel no passado, Netanyahu alertou o líder do grupo Sayyed Hassan Nasrallah, para que "não repita esse erro". 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade