1 evento ao vivo

Para autoridades, atirador tinha problemas psicológicos

2 out 2017
12h03
atualizado às 12h16
  • separator
  • comentários

Duas autoridades graduadas dos Estados Unidos disseram nesta segunda-feira que não há evidência de que o atirador que matou ao menos 50 pessoas em Las Vegas estivesse ligado a qualquer grupo militante internacional.

.
.
Foto: Reuters

O Estado Islâmico emitiu um comunicado mais cedo através de sua agência de notícias reivindicando responsabilidade pelo ataque, dizendo que o agressor havia se convertido ao islã alguns meses atrás.

Entretanto, uma das autoridades dos Estados Unidos minimizou a reivindicação de responsabilidade do Estado Islâmico e disse que há motivos para se acreditar que o atirador, que a polícia identificou como Stephen Paddock, de 64 anos, tinha um histórico de problemas psicológicos.

Segundo uma autoridade, as agências de segurança dos Estados Unidos estão verificando a reivindicação do grupo militante, mas ainda não a verificaram.

veja também:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade