PUBLICIDADE

Mundo só sairá da pandemia ajudando os mais frágeis, diz Papa

Declaração foi dada durante visita a Bratislava, na Eslováquia

12 set 2021 13h35
| atualizado às 14h29
ver comentários
Publicidade

O papa Francisco afirmou neste domingo (12) que o mundo só sairá da pandemia de Covid-19 se estiver do "lado dos mais frágeis".

Papa Francisco chega em Bratislava, capital da Eslováquia
Papa Francisco chega em Bratislava, capital da Eslováquia
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A declaração foi dada durante um encontro ecumênico em Bratislava, primeira etapa de sua viagem pela Eslováquia, no leste da Europa.

"Quando a mão estrangeira bater na nossa porta com sincera confiança, o dom de Deus estará esperando em nossa mesa", disse o líder da Igreja Católica. "Apenas estando do lado dos mais frágeis, sairemos de verdade da pandemia", acrescentou.

Francisco chegou em Bratislava após uma passagem de algumas horas por Budapeste, capital da Hungria, onde se reuniu com o primeiro-ministro de extrema direita Viktor Orbán e celebrou a missa de encerramento do 52º Congresso Eucarístico Internacional.

Tanto a Hungria quanto a Eslováquia fazem parte de um grupo - o Visegrád - que boicota as políticas da União Europeia para solicitantes de refúgio resgatados no Mediterrâneo.

Em 2015, o bloco chegou a estabelecer um mecanismo de redistribuição dos deslocados internacionais que chegam aos milhares na Itália e na Grécia, mas Budapeste e Bratislava nunca aceitaram participar do programa.

Francisco evitou abordar o tema do acolhimento a estrangeiros em seu encontro com Orbán, uma espécie de líder informal do Visegrád, mas tratou do assunto em reunião com os bispos húngaros.

"A diversidade sempre dá um pouco de medo porque arrisca as seguranças adquiridas e estremece a estabilidade alcançada. No entanto, é uma grande oportunidade de abrir o coração à mensagem evangélica: 'Amem uns aos outros como eu vos amei'", declarou.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade