2 eventos ao vivo

Militantes precisam ser "expurgados" da região síria de Idlib, diz Irã

3 set 2018
12h32
  • separator
  • 0
  • comentários

O Irã pediu nesta segunda-feira para que os militantes sejam "expurgados" da região síria de Idlib conforme se prepara para conversações com Síria e Rússia sobre o confronto no último grande enclave dominado pelos rebeldes contrários ao presidente Bashar al-Assad.

Ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif
27/09/2017
REUTERS/Bria Webb
Ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif 27/09/2017 REUTERS/Bria Webb
Foto: Reuters

Forças do governo sírio estão planejando uma ofensiva em etapas em Idlib e áreas vizinhas comandadas pelos rebeldes que se opõem a Assad, um aliado próximo dos russos que também vem sendo apoiado por forças iranianas na guerra civil em seu país.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse que Washington vê o ataque governamental a Idlib como uma escalada da guerra síria, e o Departamento de Estado alertou que os Estados Unidos reagirão a qualquer ataque químico de Damasco.

O ministro de Relações Exteriores sírio, Walid al-Muallem, pediu ao Irã que mantenha o apoio ao seu país durante uma reunião realizada em Damasco nesta segunda-feira com o chanceler iraniano em visita, Mohammad Javad Zarif, segundo a agência de notícias Fars.

Zarif abordou Idlib no início de sua visita para conversas a respeito de uma reunião no dia 7 de setembro entre Irã, Turquia e Rússia sobre o enfrentamento dos militantes em Idlib, noticiou a mídia estatal iraniana.

"Todo o território sírio precisa ser preservado, e todas as seitas e grupos deveriam iniciar a rodada de reconstrução como um coletivo, e os deslocados deveriam voltar para suas famílias", disse Zarif, de acordo com a Fars.

"E os terroristas nas partes restantes de Idlib precisam ser expurgados e a região deveria ser posta novamente sob o controle do povo sírio."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade