PUBLICIDADE

Líder norte-coreano pede mais "força militar" após assistir teste de míssil hipersônico

12 jan 2022 11h20
ver comentários
Publicidade

O líder norte-coreano Kim Jong Un pediu o aumento das forças militares enquanto observou um teste de um míssil hipersônico, afirmou a imprensa estatal do país na quarta-feira, evidenciando o comparecimento do líder a um lançamento de míssil pela primeira vez em quase dois anos.

Na terça-feira autoridades da Coreia do Sul e do Japão detectaram o lançamento suspeito, que atraiu críticas de autoridades por todo mundo e provocou uma expressão de preocupação do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

O segundo teste de um "míssil hipersônico" em menos de uma semana ressaltou a promessa de Ano Novo de Kim de impulsionar as forças militares do país com tecnologia de ponta, em um momento em que as negociações com a Coreia do Sul e os Estados Unidos sobre a desnuclearização do país estão empacadas.

Após assistir o teste, Kim pediu aos cientistas militares que "acelerem ainda mais os esforços para impulsionar a força militar estratégica do país tanto em quantidade quanto em qualidade e para modernizar ainda mais as Forças Armadas", reportou a agência KCNA.

Foi a primeira vez desde março de 2020 que Kim compareceu oficialmente a um teste de mísseis.

"Sua presença aqui pode sugerir atenção especial sobre este programa", disse Ankit Panda, pesquisador sênior do Carnegie Endowment para a Paz Internacional, em uma publicação no Twitter.

Diferentemente de outros testes recentes, o jornal do partido do governo Rodong Sinmun publicou fotos de Kim comparecendo ao lançamento em sua primeira página.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade