0

Leopoldo López, opositor de Maduro na Venezuela, deixa país

López foi preso em 2014 após liderar protestos contra o presidente Nicolás Maduro. Ele havia sido provisoriamente solto, em 2017

24 out 2020
15h26
atualizado às 16h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Leopoldo López, importante figura da oposição na Venezuela, abandonou a casa do embaixador da Espanha, em Caracas, e deixou o país, mais de um ano depois de buscar refúgio para escapar de uma prisão domiciliar, disseram três pessoas com conhecimento do assunto.

López se dirigia à Colômbia, afirmaram duas das pessoas, embora não estivesse imediatamente claro se ele havia chegado.

Leopoldo López dá entrevista coletiva na residência do embaixador espanhol em Caracas
02/05/2019
REUTERS/Carlos Garcia Rawlins
Leopoldo López dá entrevista coletiva na residência do embaixador espanhol em Caracas 02/05/2019 REUTERS/Carlos Garcia Rawlins
Foto: Reuters

López foi preso em 2014 após liderar protestos contra o presidente venezuelano, Nicolás Maduro. Ele havia sido provisoriamente solto, em 2017.

Da prisão domiciliar, ele foi o mentor do líder de oposição, Juan Guaidó, que ano passado evocou a Constituição para assumir a Presidência interina e começou uma campanha para depor Maduro.

Em abril de 2019, quando Guaidó tentou convocar uma revolta militar contra Maduro, López apareceu nas ruas ao seu lado. Quando a insurgência fracassou, López buscou refúgio primeiro na residência diplomática do Chile e depois na casa do embaixador espanhol.

Veja também:

O jovem que trocou seu piano por uma arma e desapareceu na guerra
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade