2 eventos ao vivo

Juiz ordena que Trump mantenha lei de proteção a imigrantes

Presidente culpa "Dreamers" por violência no país

14 fev 2018
08h52
atualizado às 08h55
  • separator
  • comentários

Mais um juiz federal dos Estados Unidos bloqueou nesta terça-feira (13) a decisão do governo norte-americano de pôr fim ao programa Daca, que protege cerca de 700 mil jovens imigrantes da deportação. O magistrado do Tribunal Distrital, Nicholas Garaufis, emitiu a ordem a favor de um processo apresentado por 17 procuradores gerais e um grupo de jovens imigrantes conhecidos como "Dreamers" ("Sonhadores", em tradução livre). Este é o segundo bloqueio temporário do fim do Daca. O primeiro foi pedido por um juiz de San Francisco, em janeiro passado. Na nova decisão, Garaufis ainda ordenou a manutenção do programa nos mesmos termos e condições. Com a medida, a data de expiração do programa, em 5 de março, não será definitiva.
    O decreto em prol de jovens imigrantes foi aprovado pelo ex-presidente Barack Obama em 2012, o qual protegia todos, a maioria criança, que chegaram aos Estados Unidos em situação clandestina da deportação.
    Em setembro de 2017, Trump anunciou sua decisão de acabar com o programa. Antes, deu um prazo de seis meses - até março - para que o Congresso encontrasse uma solução. O magnata culpa os beneficiários do programa pelos ataques terroristas e crimes violentos ocorridos no país.

Juiz ordena que Trump mantenha lei de proteção a imigrantes
Juiz ordena que Trump mantenha lei de proteção a imigrantes
Foto: EPA / Ansa - Brasil
Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade