0

Inundações devastam leste da Índia enquanto infecções por coronavírus crescem

16 jul 2020
08h54
atualizado às 08h57
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Enchentes de monções inundaram grande parte dos densamente povoados Estados do leste da Índia, forçando mais de 1 milhão de pessoas a se dirigirem a abrigos improvisados, apesar do risco de coronavírus, disseram autoridades nesta quinta-feira.

Homem empurra carro em rua inundada em Mumbai
04/07/2020 REUTERS/Hemanshi Kamani
Homem empurra carro em rua inundada em Mumbai 04/07/2020 REUTERS/Hemanshi Kamani
Foto: Reuters

As chuvas torrenciais anuais são cruciais para a agricultura no sul da Ásia, mas, neste ano, a Índia também está enfrentando o vírus, que já infectou 968.875 pessoas e matou 24.915, segundo autoridades de saúde.

As inundações mataram pelo menos 10 pessoas e feriram mais de 70 nos Estados de Assam, Bihar e Jharkhand, onde chuvas fortes deixaram milhares de vilarejos debaixo de águanas últimas 24 horas, enquanto as autoridades lutam para garantir o distanciamento social nos locais de resgate.

"Temos inundações com proporções mortais e, simultaneamente, estamos combatendo a pandemia que espalha seus tentáculos por toda parte", disse à Reuters o ministro da Saúde de Assam, Hemant Biswa Sarma.

No momento em que a atenção mundial está focada na crise nos Estados Unidos e na América do Sul, uma tragédia humana está se desenvolvendo rapidamente no sul da Ásia, disse John Fleming, da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

"A Covid-19 está se espalhando a um ritmo alarmante no sul da Ásia, lar de um quarto da humanidade", afirmou Fleming, chefe de saúde do grupo na região Ásia-Pacífico, referindo-se à doença respiratória contagiosa.

"Somente a Índia está chegando a 1 milhão de infecções nos próximos dias."

Autoridades disseram que as áreas do Parque Nacional Kaziranga, em Assam, foram submersas com pelo menos 50 animais selvagens mortos, enquanto alguns rinocerontes se dispersaram nas aldeias, aumentando os riscos que as equipes de resgate e resgate enfrentam.

O Patrimônio Mundial da Unesco é lar de dois terços da população mundial de rinocerontes de um chifre.

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade