PUBLICIDADE

Incêndios florestais arrasam áreas do Pantanal da Bolívia

As chamas afetam ao menos 2.200 hectares, apesar de os bombeiros terem tentado apagar aquelas que se estendem por pastagens e bosques

1 jun 2021 16h47
| atualizado às 17h08
ver comentários
Publicidade

Incêndios florestais estão arrasando áreas do Pantanal da Bolívia perto da fronteira com o Paraguai, colocando em risco milhares de hectares da zona conhecida por sua vida silvestre rica e que foi assolada por grandes incêndios só dois anos atrás.

As chamas afetam ao menos 2.200 hectares, apesar de os bombeiros terem tentado apagar aquelas que se estendem por pastagens e bosques.

"Os incêndios são da região dos pântanos do Pantanal", disse Alejandra Sandoval, secretária do Meio Ambiente das terras baixas da província de Santa Cruz, acrescentando que os esforços para apagar o fogo foram complicados pela vida vegetal exuberante, que pode se queimar facilmente.

Incêndios arrasam áreas do Pantanal da Bolívia
Incêndios arrasam áreas do Pantanal da Bolívia
Foto: Deutsche Presse-Agentur GmbH

"Este local tem uma vegetação semelhante a um colchão, na qual as brasas ainda estão ali na parte inferior. Assim sendo, os incêndios podem voltar à vida a qualquer momento. Por isso, é necessário que prossigamos até os incêndios estarem totalmente apagados", explicou.

Em 2019, enormes incêndios generalizados devastaram a zona das terras baixas, como o Bosque Chiquitano, uma região de biodiversidade que abrigou muitos grupos indígenas bolivianos durante séculos, o que provocou protestos e marchas exigindo a ação do governo.

A coordenadora de prevenção de incêndios de Santa Cruz, Yovenka Rosado, disse que todos os que estavam disponíveis para ajudar foram enviados à área para combater os incêndios.

"Mais de 2 mil hectares se perderam. E deveria estar claro que este é um incêndio que continua, e por isso contaremos o impacto todos os dias", disse.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade