PUBLICIDADE

Imperialismo não tem 'nada a ver' com Deus, diz Papa

Francisco voltou a condenar invasão russa na Ucrânia

30 jun 2022 - 07h54
(atualizado às 08h03)
Ver comentários
Publicidade

O papa Francisco afirmou nesta quinta-feira (30) que conquistas armadas e imperialismos "não têm nada a ver" com Deus.

Papa Francisco com representante da Igreja Ortodoxa de Constantinopla
Papa Francisco com representante da Igreja Ortodoxa de Constantinopla
Foto: EPA / Ansa - Brasil

A declaração foi dada durante uma audiência no Vaticano com membros da Igreja Ortodoxa de Constantinopla, em mais uma condenação do pontífice à invasão da Rússia à Ucrânia, embora sem citar os países nominalmente.

"É preciso se converter para entender que conquistas armadas, expansões e imperialismos não têm nada a ver com o reino que Jesus anunciou, com o Senhor da Páscoa que pede aos discípulos que renunciem à violência, que coloquem a espada em seu lugar", disse Jorge Bergoglio.

Segundo o Papa, o "escândalo da guerra" coloca a necessidade de "chorar, socorrer e se converter". "É preciso chorar as vítimas e o tanto de sangue derramado, a morte de tantos inocentes, os traumas de famílias, cidades, de um povo inteiro. E também é preciso socorrer esses irmãos e irmãs, é um chamado à caridade que, enquanto cristãos, temos de mostrar em relação a Jesus migrante, pobre e ferido", acrescentou.

Francisco já condenou a invasão russa em inúmeras ocasiões e denunciou massacres contra a população civil da Ucrânia no curso da guerra. O Papa também cogitou visitar Kiev, porém disse que só irá se isso contribuir efetivamente para a paz, e pediu uma reunião com Vladimir Putin, mas não obteve resposta do Kremlin. 

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade