PUBLICIDADE

Mundo

Imagens mostram presidente do Irã dentro do helicóptero momentos antes do acidente

Ebrahim Raisi voltava do Azerbaijão na manhã deste domingo, 19, quando aeronave sofreu um acidente devido ao mau tempo

19 mai 2024 - 18h12
(atualizado às 18h49)
Compartilhar
Exibir comentários
Presidente do Irã, Ebrahim Raisi.
Presidente do Irã, Ebrahim Raisi.
Foto: IRNA

A TV estatal do Irã divulgou imagens que mostram o presidente Ebrahim Raisi e sua comitiva dentro do helicóptero antes de sofrerem um acidente. Segundo a agência de notícias IRNA, as buscas têm sido dificultadas pelo mau tempo. 

Neste domingo, 19, a aeronave que transportava o presidente Raisi sofreu um acidente aéreo devido às más condições do tempo. Raisi retornava de uma viagem oficial ao Azerbaijão, onde participou da inauguração de uma barragem ao lado do presidente Ilham Aliyev.

De acordo com a agência de notícias IRNA, o helicóptero caiu na região entre as cidades de Varzaqan e Jolfa, na província do Azerbaijão Oriental. Inicialmente, a agência anunciou nas redes sociais a identificação do local exato do acidente, porém posteriormente deletou a publicação.

O Ministério de Tecnologia da Informação e Comunicações do Irã limitou a área de busca a um raio de 2 km, enquanto cerca de 40 equipes de resgate estão realizando operações de busca na região. 

Helicóptero com presidente do Irã se envolve em acidente, afirma mídia estatal do país:

Quem é o presidente do Irã?

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, há muito tempo é uma figura proeminente no país. Como presidente, ele supervisiona todo o trabalho do governo e é a segunda pessoa mais poderosa na estrutura política do Irã, depois do líder supremo, o aiatolá Ali Khamenei, do qual é apontado como protegido e possível sucessor para sua posição na teocracia xiita do país. Ele é visto como um político linha-dura e ultraconservador.

Raisi, de 63 anos, é um clérigo religioso linha-dura que foi eleito presidente do Irã em 2021. Em seu mandato como presidente, ele supervisionou uma estratégia para expandir a influência regional de seu país - apoiando militantes por procuração em todo o Oriente Médio, acelerando o programa nuclear do país e levando o país à beira da guerra com Israel.

No entanto, no mesmo período, o Irã passou por seus maiores protestos contra o governo em décadas e por uma grave desaceleração econômica causada por sanções internacionais e alto índice de desemprego.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade