PUBLICIDADE

Mundo

Hunter Biden não vai depor em julgamento sobre arma, diz advogado

10 jun 2024 - 10h51
Compartilhar
Exibir comentários

Hunter Biden, filho do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, não vai depor quando seu julgamento criminal for retomado sob acusações de que ele escondeu seu uso de drogas do governo em 2018 para comprar ilegalmente uma arma, de acordo com a CNN.

Abbe Lowell, advogado de Hunter Biden, indicou no tribunal nesta segunda-feira que seu cliente não testemunhará.

Os promotores no primeiro julgamento criminal de filho de um presidente dos EUA encerraram sua parte na sexta-feira, após uma semana de depoimentos que ofereceram uma visão íntima dos anos de luta do Biden filho contra o abuso de álcool e drogas que, segundo os promotores, o impediam legalmente de comprar uma arma.

Hunter Biden, de 54 anos, declarou-se inocente das acusações de mentir sobre seu vício quando preencheu um documento de triagem do governo para o revólver Colt Cobra e de possuir ilegalmente a arma por 11 dias.

O julgamento na Corte Distrital dos EUA em Wilmington, Delaware, ocorre após outro fato histórico inédito - a condenação criminal de Donald Trump em 30 de maio, o primeiro ex-presidente dos EUA a ser considerado culpado de um crime. Trump é o desafiante republicano de Joe Biden, um democrata, na eleição presidencial de 5 de novembro.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade