1 evento ao vivo

Frio do Ártico se espalha pelo Nordeste dos EUA e deixa pelo menos 12 mortos

31 jan 2019
16h05
atualizado às 16h53
  • separator
  • 0
  • comentários

A onda de ar do Ártico que provocou um frio recorde nos Estados Unidos e causou ao menos uma dúzia de mortes e cancelamento ou atraso de milhares de voos no Meio-Oeste do país rumou para o leste nesta quinta-feira, causando transtornos no Nordeste norte-americano.

Pedestre passa perto do rio Chicago
29/01/2019 REUTERS/Pinar Istek
Pedestre passa perto do rio Chicago 29/01/2019 REUTERS/Pinar Istek
Foto: Reuters

Uma previsão de tempo mais quente no final de semana consolou pouco aqueles que enfrentam dificuldades com o gelo, ventos brutais e temperaturas que chegaram a 34 graus Celsius negativos.

"Esta manhã é uma das mais frias das temperaturas em toda a parte superior do Meio-Oeste, e ainda temos índices de resfriamento perigosos", disse Andrew Orrison, meteorologista do Serviço Nacional do Clima (NWS), em uma entrevista por telefone.

No Estado de Minnesota e no norte de Michigan, as temperaturas ficarão em 29oC negativos nesta quinta-feira, e partes de Dakota do Norte podem esperar um frio de 1 grau negativo, alertaram meteorologistas.

O frio intenso foi causado pelo deslocamento do vórtice polar, uma corrente de ar frio que normalmente gira ao redor da estratosfera acima do Polo Norte, mas cujo fluxo foi interrompido. Ele seguiu para o leste, e Estados como Massachusetts, Nova York e Pensilvânia tiveram temperaturas extremamente baixas - de madrugada elas chegaram a 21oC negativos em Boston, segundo o NWS.

Passaram-se mais de 20 anos desde que uma onda de ar do Ártico semelhante cobriu uma porção do Meio-Oeste e do Nordeste, informou a entidade.

O frio causou ao menos uma dúzia de mortes no Meio-Oeste desde sábado, segundo relatos oficiais e da mídia. Algumas pessoas morreram em acidentes de trânsito causados pelo clima e outras, aparentemente, de exposição ao frio.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade