PUBLICIDADE

EUA conta com 5.800 soldados na fronteira com México

Segundo comandante da missão americana, o número de soldados pode ter atingido seu pico

15 nov 2018 16h06
| atualizado às 17h02
ver comentários
Publicidade

O número de tropas norte-americanas na fronteira com o México pode ter atingido o pico em 5.800, disse à Reuters o comandante da missão dos Estados Unidos, observando que começaria a avaliar na próxima semana se envia as forças para casa ou talvez as transfere para outras posições na divisa entre os países.

A visão do tenente-general Jeffrey Buchanan, embora não seja definitiva, sugere que a missão militar de alto nível pode em breve atingir sua meta de ajudar a endurecer a fronteira antes da esperada chegada de caravanas de imigrantes da América Central nas próximas semanas.

O número de tropas norte-americanas na fronteira com o México pode ter atingido o pico em 5.800, disse à Reuters o comandante da missão dos Estados Unidos
O número de tropas norte-americanas na fronteira com o México pode ter atingido o pico em 5.800, disse à Reuters o comandante da missão dos Estados Unidos
Foto: Jorge Duenes / Reuters

O envio de militares para fronteira, que críticos chamaram de uma façanha política pré-eleitoral pelo presidente Donald Trump, inicialmente chegaria a mais de 7 mil tropas, agindo em suporte à autoridade alfandegária e de fronteiras dos EUA, a CBF.

O secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, autorizou a missão até 15 de dezembro e, embora não tenha descartado uma prorrogação da operação, Buchanan disse que não achava isso provável neste momento, considerando as tarefas atuais designadas aos militares.

"Não temos indicações de que a CBP precisará que façamos nosso trabalho por mais tempo que isso", disse Buchanan na quarta-feira, enquanto Mattis visitava a base militar perto da fronteira com o México.

Ele reconheceu quepode haver novos pedidos, dizendo: "Se tivermos uma prorrogação, temos uma prorrogação. Mas eu não recebi indicações disso até agora."

Perguntado se pensava que o nível das tropas teria atingido o pico, Buchanan afirmou: "Eu acho. Podemos aumentar em 100 aqui ou lá, mas provavelmente não."

A decisão de Trump de enviar tropas norte-americanas para fronteira com o México foi tomada antes das eleições para o Congresso dos EUA na semana passada, enquanto o presidente buscava fortalecer a segurança fronteiriça como parte de um plano para conter imigração ilegal.

Veja também:

México recebe caravana de imigrantes rumo à fronteira dos EUA:
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade