0

Putin dissolve agência de notícias estatal e fortalece poder sobre mídia

9 dez 2013
18h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente russo, Vladimir Putin, reforçou o controle sobre a mídia da Rússia nesta segunda-feira ao dissolver a principal agência estatal de notícias e substituí-la por uma organização destinada a promover a imagem de Moscou no exterior.

O movimento para abolir a RIA Novosti e criar uma agência de notícias que será conhecida como "Rossiya Segodnya" (Rússia Hoje) é a segunda investida do tipo em duas semanas, num momento em que Putin tenta reafirmar sua autoridade depois de protestos contra seu governo. "O foco principal da (...) Rossiya Segodnya é destacar no exterior a política de Estado e a vida pública da Federação da Rússia", de acordo com um decreto assinado por Putin.

A maioria dos meios de comunicação russos já é leal a Putin, e os oponentes têm pouco tempo no ar, mas a reestruturação destacou a importância da mídia para Putin manter o poder e a preocupação do Kremlin sobre a imagem e avaliação sobre o presidente.

As raízes da RIA Novosti remontam a 1941, quando o Serviço de Comunicação Social Soviético foi estabelecido pelos governantes comunistas. Em seguida, o veículo se transformou na agência de notícias APN em 1960, quando foi encarregada de informar sobre "a vida sócio-econômica e cultural do povo soviético e itens que refletiam o ponto de vista da sociedade soviética sobre os acontecimentos internos e internacionais importantes".

Veja também:

Drone captura destruição após terremotos na Croácia
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade