PUBLICIDADE

Deus escolhe boas pessoas em todas as religiões, diz Papa

6 jan 2015 09h51
| atualizado às 09h55
ver comentários
Publicidade
<p>Celebração da Basílica de São Pedro reuniu mais de 50 mil pessoas</p>
Celebração da Basílica de São Pedro reuniu mais de 50 mil pessoas
Foto: Alessandro Bianchi / Reuters

Durante a celebração da Epifania do Senhor, nesta terça-feira, o papa Francisco afirmou que a busca de Deus pelas boas pessoas "nunca tem fim" e compreende "homens e mulheres de todas as religiões e do mundo inteiro".

Ressaltando a importância da visita dos Reis Magos à manjedoura onde o menino Jesus estava, ele disse que "Herodes era um rei de poder que só via o outro como rival". Porém, os magos "passaram dos cálculos humanos ao mistério" e entenderam a importância e o significado de Jesus.

"Aquele menino, nascido em Belém da Virgem Maria, veio para libertar não só o povo de Israel, que foi representado pelos pastores, mas também para a humanidade, representada pelos Magos vindos do Oriente", ressaltou o Pontífice.

Analisando a postura de todos os envolvidos na história bíblica, Jorge Bergoglio trouxe a reflexão para os dias atuais. "O amor de Deus é grande? Sim. E, então, onde podemos encontrá-lo? Vemos em nossa volta tantas guerras, exploração de crianças, torturas, tráfico de armas, escravidão de pessoas", ressaltou.

Mas, segundo o Papa, "em todas essas realidades, em todos esses irmãos e irmãs: esse é o caminho de Deus, a sua glória escondida na manjedoura de Belém, na cruz do calvário, no irmão e na irmã que sofrem".

Ele encerrou a homilia orando para que "todos possam encontrar a coragem para se libertar das nossas ilusões, das nossas presunções, das nossas luzes e que possamos buscar a humildade da fé como os Magos fizeram".

O Pontífice ainda fez uma oração para os membros da Igreja Ortodoxa, que celebram o Natal nesta quarta-feira, desejando uma boa festa a todos.

A celebração da Basílica de São Pedro reuniu mais de 50 mil pessoas.

Fonte: ANSA Brasil
Publicidade
Publicidade