5 eventos ao vivo

Casal curdo dá nome de Barack Obama a filho por 'gratidão'

A coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos faz ataques aéreos contra posições do grupo jihadistas e casal resolveu homenagear presidente

24 out 2014
14h20
atualizado às 14h25
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Presidente dos EUA, Barack Obama, acena a fotógrafos na Casa Branca, em Washington</p>
Presidente dos EUA, Barack Obama, acena a fotógrafos na Casa Branca, em Washington
Foto: Mike Theiler / Reuters

Um casal de curdos da Síria, que deixou Kobane para se refugiar na Turquia, deu a seu filho recém-nascido o nome do presidente americano, Barack Obama, em gratidão pela ajuda americana na luta contra os jihadistas do Estado Islâmico.

"Vamos chamá-lo de Mohamed Obama Muslim", disse à AFP Mahmut Beko, pai da criança nascida na Turquia.

"Eu escolhi este nome com todo o meu coração e nunca irei mudá-lo", disse sua mãe, Sultan Muslin, que vive com seus sete filhos em um acampamento perto da cidade fronteiriça turca de Suruç.

Obama "nos enviou aviões e suprimentos. Com esta ajuda, poderemos libertar-nos de toda essa crueldade e voltar para nossas casas", acrescentou a mulher de 35 anos, refugiada com sua família no território turco há um mês.

Há semanas, a coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos multiplicou seus ataques aéreos contra posições do grupo jihadistas, que tenta tomar a terceira cidade curda da Síria, Kobane. Washington também forneceu armas e munições para os combatentes curdos.

Os refugiados sírios, que observam a batalha de Kobane a partir do território turco, aclamam com frequência o presidente americano. "Todo o mundo deveria ajudar os curdos em Kobane, como os americanos", disse um deles, Selami Altay.

Desvendando o Estado Islâmico Desvendando o Estado Islâmico

Veja também:

Piscina de mergulho mais funda do mundo abre na Polônia
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade