0

EUA acusam Rússia de violar sanções da ONU contra Coreia do Norte

17 set 2018
13h42
  • separator
  • comentários

A embaixadora dos Estados Unidos para a Organização das Nações Unidas (ONU), Nikki Haley, acusou a Rússia nesta segunda-feira de "violar" sanções da ONU contra a Coreia do Norte e disse que Washington tem "evidências de consistentes e amplas violações russas".

ikki Haley, embaixadora dos Estados Unidos para a Organização das Nações Unidas (ONU) REUTERS/Brendan McDermid
ikki Haley, embaixadora dos Estados Unidos para a Organização das Nações Unidas (ONU) REUTERS/Brendan McDermid
Foto: Reuters

Haley disse ao Conselho de Segurança da ONU que, embora "difíceis e sensíveis conversas" entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte estejam em andamento, é o momento errado para começar a atenuar as sanções impostas contra Pyongyang.

"A Rússia precisa interromper suas violações de sanções contra a Coreia do Norte. Precisa acabar com seu esforço conjunto para ocultar evidências de violações de sanções", disse. "As violações não são casos isolados. São sistemáticas".

O embaixador da China na ONU, Ma Zhaoxu, disse que seu país implementa sanções contra a Coreia do Norte, mas advertiu que confrontar Pyongyang será um "beco sem saída". Ma pediu avanços nas negociações entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte e que o Conselho de Segurança da ONU permaneça unido sobre a questão.

"Recorrer à força não trará nada além de consequências desastrosas", disse Ma ao conselho.

A Rússia e a China sugeriram que o Conselho de Segurança discuta reduzir as sanções depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, se reuniram em junho e Kim se comprometeu a trabalhar pela desnuclearização.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade