0

EUA: polícia captura segundo suspeito de ataques em Boston

Uma grande operação policial que durou menos de duas horas terminou com a prisão do segundo suspeito de promover os ataques na linha de chegada da maratona de Boston na última segunda-feira

19 abr 2013
20h20
atualizado às 23h46
  • separator
  • 0
  • comentários

Sob aplausos dos moradores de Watertown, nos arredores de Boston, a polícia americana prendeu pouco antes das 22h (de Brasília) desta sexta-feira, pelo horarío de Brasília, o jovem Dzhokhar Tsarnaev, 19 anos, suspeito de promover, ao lado do irmão, os ataques que mataram três pessoas e feriram quase 200 na linha de chegada da Maratona de Boston na última segunda-feira. O jovem era procurado desde a última madrugada, quando o irmão dele, Tamerlan Tsarnaev morreu em um tiroteio com a polícia. 

Imgem divulgada pelo FBI mostra Dzhokhar A. Tsarnaev
Imgem divulgada pelo FBI mostra Dzhokhar A. Tsarnaev
Foto: FBI / Divulgação

Dzhokhar estava escondido dentro de um barco guardado no pátio de uma casa. Pouco depois das 20h, uma grande operação foi montada em torno do local para prender o suspeito. Imediatamente, os olhos do mundo se voltaram para a casa de madeira do subúrbio de Watertown.

Antes, porém, ele pode ter trocado tiros com a polícia, já que moradores locais informaram à imprensa americana que escutaram "mais de 30 disparos". Imagens do local mostravam veículos da polícia e ambulâncias. A polícia de Boston enviou mensagem pelo Twitter informando sobre a atividade dos agentes no local e pedindo que os moradores não saiam de casa.

A polícia de Boston comemorou a prisão em postagem no Twitter: "CAPTURADO!!! A caçada terminou. A busca foi encerrada. O terror acabou. E a Justiça venceu. Suspeito sob custódia". O prefeito de Boston, Tom Menino, também comemorou o fim da caçada na rede social. Ele postou uma imagem com a mensagem "Pegamos ele".

O presidente Barack Obama fez um pronunciamento logo após a prisão e pediu que a população não julgue "apressadamente grupos inteiros de pessoas", acrescentando que o que faz de Boston uma grande cidade é sua diversidade. Obama também afirmou que o país está em dívida com o povo de Boston e de Massachusetts.

Foto: AP
Imagem de satélite mostra o local onde o suspeito está escondido
Imagem de satélite mostra o local onde o suspeito está escondido
Foto: Bing Maps / Reprodução

Autoridades informaram ao jornal Boston Globe que ele está "vivo, consciente e preso". Após a prisão de Dzhokhar Tsarnaev, moradores foram às ruas para comemorar o fim da caçada e da ameaça. 

Em entrevista coletiva, a polícia contou que um morador de Watertown saiu de casa após o fim do toque de recolher, abriu a lona que cobria o barco no pátio e viu um homem coberto de sangue. O morador, então, chamou a polícia, que foi até a residência, na rua Franklin, e cercou o suspeito. "O suspeito está em estado grave no hospital", disse a polícia. Segundo os agentes, o jovem acusado estava vivo quando foi encontrado no barco. A polícia acredita que o sangue encontrado no barco é resultado de ferimentos do tiroteio da última madrugada, mas não confirmação.

Desde a última madrugada, as autoridades fazem uma caçada pelo jovem, que fugiu após um tiroteio. O irmão dele, que também teria planejado o atentado, morreu na troca de tiros com os policiais.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/explosoes-maratona-boston/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/explosoes-maratona-boston/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade