PUBLICIDADE

Mundo

Entenda como corpo da rainha Elizabeth II consegue suportar dias sem ser enterrado

A entrada de oxigênio e umidade são impedidas de entrar no caixão, criando um ambiente hermético, que evita que bactérias, fungos e vírus se proliferem.

19 set 2022 - 12h52
Compartilhar
Exibir comentários
Rainha britânica Elizabeth em Londres.
Rainha britânica Elizabeth em Londres.
Foto: Jackson, Pool via REUTERS / BM&C News

A morte da rainha Elizabeth II aconteceu no dia 8 de setembro, e ainda não foi sepultada. No entanto, seu funeral acontece nesta segunda-feira (19). Entenda como o corpo da rainha britânica suportou os 11 dias de cerimônia e transporte.

O corpo da monarca segue lacrado no caixão durante o ritual fúnebre de Elizabeth II, cujo é feito de carvalho inglês e forrado com chumbo, fabricado há 30 anos. Este método é denominado de  "casca e caixa de chumbo". 

O jornal inglês The Telegraph, informou que é um simples caixão interno feito de madeira, coberto com chumbo e depois colocado dentro de um caixão externo, explica o jornal inglês The Telegraph.

Desse modo, a entrada de oxigênio e umidade são impedidas de entrar no caixão, criando um ambiente hermético, que evita que bactérias, fungos e vírus se proliferem. O caixão da rainha e o do Duque de Edimburgo foram encomendados há 30 anos.

O sepultamento da rainha Elizabeth II acontece no Castelo de Windsor, na Capela Memorial do Rei George VI, ao lado de seu pai - a quem o nome da capela homenageia - e de seu marido, o príncipe Philip, morto em abril de 2021.

BM&C News
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade