2 eventos ao vivo

Encontro Putin X Trump: O que presidente dos EUA disse antes e o que diz agora sobre influência russa em eleição

Em coletiva de imprensa, o republicano leu nota em que diz ter se expressado mal logo após reunião com Putin. Trump afirmou também dar 'total apoio' a agências de inteligência dos EUA.

17 jul 2018
22h34
atualizado em 18/7/2018 às 08h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Trump diz ter se expressado mal em fala sobre influência russa nas eleições de 2016
Trump diz ter se expressado mal em fala sobre influência russa nas eleições de 2016
Foto: Reuters / BBC News Brasil

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira aceitar a conclusão de agências de inteligência americanas de que a Rússia interferiu nas eleições de 2016, que o alçaram à presidência - apesar de ter se negado a ratificar esta posição há apenas um dia.

Trump disse ter se expressado mal na segunda-feira e quis dizer, na verdade, que não via motivos para que não tenha sido a Rússia a interferir na eleição. A confusão, segundo ele, gira em torno das palavras em inglês "would" e "wouldn't" (verbos auxiliares, no afirmativo e negativo, que indicam uma possibilidade ou condição).

Os comentários originais, logo após um encontro com o presidente russo, Vladimir Putin, levaram a uma enxurrada de críticas - até mesmo de aliados, que exigiram uma retratação.

Nesta terça-feira, ele disse ter "total crença e apoio" nas agências de inteligência de seu país.

O que ele disse inicialmente...

A controvérsia gira em torno de uma resposta dada por Trump em uma coletiva de imprensa na segunda-feira, logo após reunião com Putin.

A seguir, o que foi dito no encontro segundo uma transcrição divulgada pela própria Casa Branca.

"REPÓRTER: O presidente Putin negou ter qualquer coisa a ver com a interferência nas eleições de 2016. Todas as agências de inteligência dos EUA concluíram que a Rússia o fez. Minha primeira pergunta para o senhor é: em quem você acredita?

TRUMP: Meu pessoal chegou a mim... eles disseram achar que era a Rússia. O presidente Putin disse que não tinha sido a Rússia. Então, digo o seguinte: não vejo razão alguma para tenha sido (no original, em inglês: 'My people came to me... they said they think it's Russia. I have President Putin; he just said it's not Russia. I will say this: I don't see any reason why it would be')."

.... o que ele diz agora

Trump diz que, ao rever a transcrição de sua fala, percebeu que precisava esclarecê-la.

"Em uma frase-chave da minha fala, eu disse as palavras 'tenha sido' em vez de 'não tenha sido'", disse. "A frase deveria ser: 'Não vejo razão alguma para que não tenha sido a Rússia'. Algo como uma negativa dupla".

Trump foi questionado por jornalista sobre declarações de Putin
Trump foi questionado por jornalista sobre declarações de Putin
Foto: Reuters / BBC News Brasil

O presidente americano acrescentou: "Eu aceito a conclusão da nossa comunidade de inteligência de que houve uma interferência da Rússia nas eleições de 2016. Pode ter sido outras pessoas também. Um monte de gente".

Trump defendeu que a interferência não teve impacto no resultado do pleito, em que ele derrotou a democrata Hillary Clinton.

No entanto, o presidente americano não respondeu aos repórteres quando perguntado se condenaria as afirmações de Putin sobre o assunto.

Por que a polêmica?

Tanto republicanos quanto democratas se juntaram na surpresa diante do posicionamento de Trump - ao encontro dos russos e de encontro à inteligência americana.

EUA e Rússia têm sido adversários de longa data e continuam distantes em temas cruciais. Alguns políticos também ficaram insatisfeitos com colocações de Trump responsabilizando as duas partes por relações ruins - em vez de apresentar críticas direcionadas à Rússia e a Putin.

Até mesmo aliados republicanos fiéis o criticaram publicamente. Foi o caso de Newt Gingrich, segundo o qual suas frases foram "o erro mais sério do mandato".

Depois dos esclarecimentos desta terça-feira, o senador democrata Chuck Shumer acusou o presidente americano de covardia.

Veja também

 

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade