PUBLICIDADE

Mundo

Empresário brasileiro que estava desaparecido há mais de uma semana na Suíça é encontrado

Márcio Rodrigues da Silva teria sido sequestrado na Suíça, de acordo com a família

22 nov 2023 - 11h46
(atualizado às 12h14)
Compartilhar
Exibir comentários
Márcio Rodrigues da Silva teria sido sequestrado na Suíça, de acordo com a família
Márcio Rodrigues da Silva teria sido sequestrado na Suíça, de acordo com a família
Foto: Reprodução: Redes Sociais

empresário brasileiro que estava desaparecido há 13 dias na Suíça foi localizado na terça-feira, 21. De acordo com a família, Márcio Rodrigues da Silva, foi sequestrado e está debilitado. O caso é acompanhado pela Polícia Federal e Interpol. 

O cunhado dele, Carlos Cera, contou à reportagem do Terra que o brasileiro foi à Zurique a trabalho, para fechar um negócio, além de resgatar uma quantia em dinheiro que tinha investida no país. De lá, ele iria para a Espanha, onde também trabalharia com a sua equipe. 

No entanto, horas depois de chegar na Suíça, no dia 8 de novembro, o empresário de Itupeva, no interior de São Paulo, teve o passaporte recolhido. Marcio chegou a encaminhar um áudio chorando para a família. “Ora por mim, estou muito preocupado”, afirma. Outro áudio foi encaminhado para a esposa dele, Ana Lúcia da Silva, onde diz que desconfia de um possível golpe.

"Ora por mim, porque eu acho que caí numa cilada. Meu Deus, daqui a uma meia-hora eu vou saber o que vai acontecer comigo. Eles disseram que em 15 minutos, meia-hora, me trazem o passaporte. Só que eu estou esperando aqui há quase quatro horas. Encontrei com eles, eles tiraram foto do meu rosto, trouxeram uma máquina para fazer as minhas digitais e levaram meu passaporte para fazer um scanner", diz áudio enviado por Márcio para a esposa.

Depois disso, a família perdeu o contato com ele, até essa terça, quando ligou para a esposa. “Ele escapou do cativeiro, mandou uma mensagem para a minha irmã, esposa dele, e uma outra mensagem para a irmã dele. Pedimos para um casal de amigos nossos que estava próximo do local, para encontrar com ele, e levá-lo até a delegacia. Ele estava bem fraco e debilitado depois de 13 dias de cativeiro”, relatou Cera ao Terra

Márcio foi levado para uma delegacia, onde foi encaminhado para outra unidade especializada em crimes como este, conforme afirma o cunhado. Ele passou a noite prestando depoimento. O familiar esclarece que não podem passar mais informações, pois foi um pedido da Interpol, que investiga o caso. 

Ele também aproveita para agradecer aos brasileiros que ajudaram o cunhado neste momento. “Agradecemos muito o pessoal da comunidade brasileira na Suíça. Eles deram um grande apoio para a gente, inclusive, dois conhecidos nosso de lá foram encontrar com ele para levá-lo até a delegacia", declara. 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou que o Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) ouviu a esposa da vítima e encaminhou o caso para a Polícia Federal, que prosseguiu com as investigações com apoio da Interpol.

Já a Polícia Federal, por meio da Interpol, informou a reportagem que tem ciência do caso, mas não o comentará por se tratar de trabalho em curso. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade