PUBLICIDADE

Embaixada dos EUA em Montenegro é alvo de atentado

Ativista anti-Otan atirou bomba e depois se suicidou

22 fev 2018 08h58
| atualizado às 10h13
ver comentários
Publicidade
A embaixada dos EUA em Podgorica foi isolada
A embaixada dos EUA em Podgorica foi isolada
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Um homem atirou uma bomba contra a embaixada dos Estados Unidos em Podgorica, capital de Montenegro, e depois se suicidou detonando outro explosivo.

O atentado ocorreu na madrugada desta quinta-feira (22), pouco depois da meia-noite. Segundo comunicado divulgado pelo governo montenegrino no Twitter, o artefato lançado contra a sede diplomática dos EUA era, provavelmente, uma "bomba caseira".

O ataque não deixou ninguém ferido nem danos materiais significativos, mas a região da embaixada foi isolada. O autor da ação seria um ex-militar do Exército Popular Iugoslavo (JNA), identificado como Dalibor Jaukovic, de 43 anos.

Em seu perfil no Facebook, ele diz ter recebido uma medalha por méritos no campo militar em 1999, das mãos do então presidente da Iugoslávia, Slobodan Milosevic (1941-2006), que era acusado de crimes de guerra na Bósnia, na Croácia e no Kosovo.

Além disso, o suposto terrorista era contrário à adesão de Montenegro à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), aliança militar que tem os Estados Unidos como principal potência. A entrada de Podgorica na Otan teve forte oposição da Rússia, histórica aliada do país balcânico.

Em outubro de 2016, as autoridades montenegrinas evitaram um golpe de Estado e o assassinato do então primeiro-ministro Milo Dukanovic. O objetivo era impedir a adesão da nação à Otan. 

veja também

Consumo de carne de cachorro polemiza nos Jogos de Inverno:

 

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade