0

Síria: Estado Islâmico decapita mágico por entreter pessoas

Durante a decapitação do mágico, membros do Estado Islâmico bradavam que o homem insultava Alá por criar “ilusões e falsidade”

7 jan 2015
09h41
  • separator
  • comentários

Um mágico de rua foi morto decapitado por membros do grupo terrorista Estado Islâmico na cidade de Raqqa, na Síria, por estar “entretendo as pessoas” com seus truques. O homem, amado por crianças, foi detido pelo grupo e, depois, morto em praça pública. O grupo acredita que ele teria insultado o Islã com mágica. As informações são do The Mirror.

<p>Um mágico de rua foi morto decapitado por membros do grupo terrorista Estado Islâmico na cidade de Raqqa, na Síria</p>
Um mágico de rua foi morto decapitado por membros do grupo terrorista Estado Islâmico na cidade de Raqqa, na Síria
Foto: Stringer / Reuters

Durante a decapitação do mágico, membros do Estado Islâmico bradavam que o homem insultava Alá por criar “ilusões e falsidade”. Os terroristas proibiram que as pessoas assistissem a este tipo de espetáculo por ser um “entretenimento ocioso” e que devem orar e frequentar a mesquita.

Uma testemunha afirmou que o mágico era chamado por Sorcerer pelas pessoas e era conhecido por seus truques de mágica na cidade. “As crianças o amavam. Ele não estava fazendo nada anti-islâmico, mas pagou com sua vida. Esta é a realidade de Raqqam: ser assassinado em nome de Allah por desempenho de poucos truques”, disse.

A cidade síria é uma das mais liberais – com uma população de diferentes religiões. Porém, foi atacada pelo grupo islâmico que promete um califado na região.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade