3 eventos ao vivo

Chefes militares de China e EUA debateram crise de comunicação, diz ministério chinês

29 out 2020
11h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os chefes militares da China e dos Estados Unidos debateram a crise de comunicação bilateral nesta semana em meio às tensões elevadas deste ano entre as duas superpotências militares no Mar do Sul da China, e os EUA negaram uma reportagem sobre um possível ataque com drone.

Secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper 
26/10/2020
REUTERS/Adnan Abidi
Secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper 26/10/2020 REUTERS/Adnan Abidi
Foto: Reuters

A conversa, ocorrida dias antes das eleições norte-americanas, se deu quando o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, fazia uma turnê pela Ásia com o secretário de Estado, Mike Pompeo, durante a qual exortaram países a cooperarem com Washington para confrontar as ameaças de segurança representadas pela China --uma postura que Pequim criticou por ver como uma mentalidade da Guerra Fria e uma abordagem de soma zero.

Militares chineses e norte-americanos realizaram uma reunião por videoconferência a respeito da crise de comunicação nos dias 28 e 29 de outubro, disse o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Wu Qian, nesta quinta-feira.

De acordo com Wu, Esper negou uma reportagem segundo a qual os EUA estudam um plano para atacar ilhas e recifes chineses no Mar do Sul da China usando um drone MQ-9 caso a eleição presidencial norte-americana não esteja parecendo favorável ao presidente Donald Trump.

Esper disse que os EUA "não têm intenção de criar uma crise militar com os chineses", de acordo com Wu.

"Exortamos os EUA a falarem e fazerem, manterem sua promessa e adotarem medidas para evitar provocar os militares da China no ar e no mar", disse Wu, acrescentando que seu país contra-atacará resolutamente se provocado com um ataque.

Veja também:

Maior edifício impresso em 3D da Europa está em construção
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade