PUBLICIDADE

Chefe do Hezbollah diz que violência em Beirute foi massacre e cobra responsabilização

17 out 2021 13h38
ver comentários
Publicidade

Os confrontos que estouraram em Beirute na quinta-feira foram um "massacre" e seus perpetradores devem ser responsabilizados, disse a emissora de TV pró-iraniana al-Mayadeen, citando o líder do Hezbollah no parlamento libanês neste domingo.

"O que os criminosos ... fizeram foi um massacre e terá consequências importantes", disse Fadallah, de acordo com o canal baseado em Beirute. "Aqueles que incitaram, planejaram ... e abriram fogo devem ser responsabilizados até o topo."

Na quinta-feira, sete muçulmanos xiitas foram mortos quando multidões estavam a caminho de um protesto contra o juiz Tarek Bitar, responsável pelas investigações da explosão que devastou Beirute no ano passado. A manifestação foi convocada pelo Hezbollah. A violência urbana de quinta-feira foi a pior em mais de uma década e retomou memórias da guerra civil do país entre 1975 e 1990.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade