PUBLICIDADE

Casa Branca vê "desafios" em suprimentos alternativos de energia para Europa

26 jan 2022 18h48
ver comentários
Publicidade

A Casa Branca disse nesta quarta-feira que enfrenta desafios para encontrar fontes alternativas de fornecimento de energia para a Europa, se a Rússia invadir a Ucrânia e os fluxos de energia da Rússia forem interrompidos, mas prometeu continuar as negociações com empresas e países.

A União Europeia depende da Rússia para cerca de um terço do seu fornecimento de gás. Quaisquer interrupções em suas importações russas exacerbariam uma crise de energia existente causada por escassez e baixas reservas.

"Não há dúvida de que existem desafios logísticos, especialmente o transporte de gás natural", disse a repórteres a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, quando questionada sobre relatos de que a indústria tem pouca ou nenhuma capacidade de fornecer os suprimentos de energia necessários.

"Isso faz parte de nossas discussões com muitas empresas e países", declarou ela. "Mas, novamente, essas conversas estão em andamento e não pretendemos falhar."

Autoridades graduadas do governo Biden disseram na terça-feira que os Estados Unidos estão conversando com países e empresas produtores de energia no norte da África, Oriente Médio, Ásia e EUA sobre um possível desvio de suprimentos para a Europa se a Rússia invadir a Ucrânia.

Psaki disse que não tinha anúncios a fazer, mas que o objetivo é claramente mitigar as possíveis consequências regionais e globais de uma interrupção no fornecimento de energia e garantir que suprimentos suficientes estejam disponíveis.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade