PUBLICIDADE

Ataque russo a prédio residencial em Odessa mata ao menos 20

1 jul 2022 - 09h33
(atualizado às 10h09)
Ver comentários
Publicidade

Um bombardeio russo contra um edifício residencial e centros recreativos na província de Odessa, no sul da Ucrânia, deixou pelo menos 20 pessoas mortas e outras 38 feridas.

Prédio residencial atingido por bombardeio russo na província de Odessa
Prédio residencial atingido por bombardeio russo na província de Odessa
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O balanço foi fornecido nesta sexta-feira (1º) pelo serviço de emergência da região. Entre as vítimas está um menino de 11 anos, cujo corpo foi encontrado entre os escombros do prédio.

O ataque foi realizado no distrito de Bilhorod-Dnistrovskyi, a 85 quilômetros da cidade portuária de Odessa, por meio de três mísseis X-22 lançados por aviões Tu-22 provenientes do Mar Negro.

Esse é o mesmo tipo de míssil disparado contra um shopping de Kremenchuk, na província de Poltava, na última segunda-feira (27), deixando ao menos 20 mortos.

"Olhem que raça de bastardos precisamos combater. Mas tudo bem, esperem uma resposta, malditos. E vocês não precisarão esperar por muito tempo", declarou Oleksiy Arestovych, conselheiro do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

A Rússia, por sua vez, afirmou nesta sexta-feira que "não ataca alvos e infraestruturas civis". Segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, as Forças Armadas bombardeiam apenas "depósitos militares, empresas que produzem e consertam equipamentos militares, depósitos de munições, áreas de concentração e treinamento de militares e elementos nacionalistas".

A cidade e a província de Odessa ficam fora do Donbass, região do leste da Ucrânia cuja conquista é um objetivo declarado por Moscou. No entanto, a tomada dessa porção da parte meridional do país, na costa do Mar Negro, pode fazer parte de um plano russo para estabelecer um corredor terrestre até a Transnístria, zona separatista na Moldávia.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade