PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Ásia

Enfermeiras seguram incubadoras para salvar recém-nascidos durante terremoto em Taiwan; veja vídeo

Profissionais tinham medo que estilhaços de vidro das janelas da maternidade ferissem os bebês

4 abr 2024 - 11h12
(atualizado às 12h08)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Quatro enfermeiras corajosas protegeram recém-nascidos de um terremoto de 7,4 graus de magnitude, ocorrido na última quarta-feira, 3, em Taiwan. Elas seguraram com força as incubadoras no centro da sala para evitar que estilhaços das janelas ferissem os bebês.
Enfermeiras de Taiwan agarram incubadoras para salvar bebês durante terremoto:

Era um dia comum para quatro enfermeiras que estavam observando bebês em uma maternidade quando o tremor começou. Em um impulso, a primeira reação delas foi juntar todas as incubadoras no centro da sala e segurar com força. A situação apavorante aconteceu na última quarta-feira, 3, em Taiwan, quando um terremoto atingiu o arquipélago

O registro feito por câmeras de segurança do hospital correu o mundo pela atitude admirável das profissionais. Segundo a BBC, ao sentir o tremor, elas tentaram manter todas as incubadoras no centro da sala para que nenhuma janela próxima ferisse os bebês. Isso porque, com o terremoto, os vidros podiam estilhaçar nos recém-nascidos. 

A situação é uma das muitas desesperadoras que ocorreram em Taiwan durante o tremor de 7,4 graus de magnitude. Imagens como a do homem que ficou preso em uma piscina de hotel durante o terremoto ou o terror que tomou conta de um vagão de metrô ilustram um pouco do medo que tomou conta da população taiwanesa nesta semana. 

Homem fica preso em piscina de hotel durante terremoto em Taiwan:

Segundo o Centro Geológico dos Estados Unidos, esse é o terremoto mais grave desde que um tremor de 7,6 de magnitude abalou o arquipélago em 1999. Na época, foram registradas 2.400 mortes. Hoje, o Corpo de Bombeiros já contabiliza 10 vítimas fatais e 900 feridos.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade