0

Casal de afegãos é chicoteado por sexo antes do casamento

Os jovens de 19 e 21 anos foram detidos há um mês e se casaram após o castigo

18 nov 2014
14h53
atualizado às 15h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Um homem e uma mulher afegaõs receberam, publicamente, 100 chicotadas em cumprimento de condenação imposta por um tribunal afegão por manterem relações sexuais sem estarem casados. A punição aconteceu na província de Kapisa, no leste Afeganistão, informou nesta terça-feira à Agência Efe uma fonte oficial.

Na última segunda-feira, o juiz do distrito de Kohistan-2 aplicou a pena do casal por volta das 11h (4h30 em Brasília) na presença de "dezenas" de pessoas, disse o governador do local, Mohammed Osman Haqyar Ahmadi. Há um mês, a polícia deteve os jovens, de 19 e 21 anos, que foram julgados em um longo processo.

"O castigo foi aplicado a ambos, de acordo com as normas da sharia (lei islâmica), já que o casal está em idade legal para ser punido", manifestou Ahmadi.

O governador acrescentou que ambos acataram a sentença sem apelar, e que após receber o castigo se casaram para legalizar a relação. A Constituição afegã inclui interpretações rigorosas da lei islâmica, que permite à polícia perseguir, prender e levar aos tribunais competentes pessoas que mantenham relações sem estar casadas.

As chicotadas ou execuções públicas já eram castigos frequentes no Afeganistão durante o regime dos talibãs, derrubados em 2001 após a invasão dos Estados Unidos, mas que mantêm desde então uma guerra contra as forças afegãs e internacionais.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade